Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Já sou assinante!

“Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão.”

Mesmo com sua sede inacessível em Porto Alegre, Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) se envolve em ações voluntárias com igrejas na tragédia do RS.

Pr. Márcio Alves
Gerente Regional da SBB – RS/SC

Estava dirigindo enquanto ouvia a moça do rádio perguntar ao adestrador de cães quais as características essenciais do seu border-collie. A resposta foi: “É um cão divertido como qualquer outro. A diferença é que foi feito para pastorear, cuidar e guiar ovelhas, e, por esse motivo, tem no próprio serviço a sua maior recompensa. Nada pode trazer mais alegria a um border collie do que fazer aquilo para o que ele foi feito”. O nome disso é vocação.

Falar da obra bíblica é falar de uma obra sempre inacabada. É apreciar o que Deus fez, está fazendo e irá fazer por meio da sua igreja. Fazer com que a Palavra chegue às pessoas é o motivo pelo qual a igreja existe e se regozija naquele que a chamou (1Pe 2.9, Is 52.7, Sl 126.6, Rm 10.14-16, Lc 15.7-10).

Há 220 anos, numa época em que a Bíblia era hóspede raro na vida das pessoas, o movimento das Sociedades Bíblicas surgiu com o propósito de fazer da Bíblia um livro de todos. Oficialmente, em nosso país, o movimento chegou em 1948. No dia 10 de junho daquele ano, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) foi fundada sob o lema “Dar a Bíblia à Pátria”.

É isso o que temos perseguido há quase oito décadas. Todos os anos, ao celebrar o aniversário da SBB, agradecemos a Deus por ter feito da igreja brasileira também um celeiro de “sementes” capazes de consolar e dar vida.  

Neste ano, no Rio Grande do Sul, no mês que antecede o aniversário da SBB, vivenciamos o mesmo paradoxo do salmo 126.5, ou seja, “lágrimas” e “júbilo”.

Não fosse Deus, em sua infinita misericórdia, os meses de maio e junho de 2024 ficariam marcados na memória dos gaúchos apenas como um vale de lágrimas – uma multidão de pessoas desabrigadas, chorando seus mortos e cuidando dos seus feridos espalhados pelos 497 munícipios que formam este Estado. Pontes quebradas, rodovias destruídas, casas, igrejas, hospitais e outras entidades de serviços essenciais submersas sem condições de operarem normalmente.  

A unidade da SBB em Porto Alegre, em dependências compartilhadas com a Editora Concórdia, teve sua unidade completamente inundada. Privados de acessar nosso espaço de trabalho desde o dia 3 de maio, nos juntamos à igreja do RS nas mais diversas frentes de serviços e acolhimento à população. Disponibilizamos nossas redes sociais, veículos, funcionários e voluntários como uma grande rede, a fim de fazer chegar mantimento, água, roupa, material de higiene, medicamentos e, especialmente, a Bíblia às pessoas.

Com o apoio de doadores, coordenadamente com as igrejas, a SBB realizou a entrega gratuita das primeiras 10 mil Bíblias em abrigos e áreas de risco, e colocou à disposição cerca de 200 mil Bíblias a preço de custo, a fim de que a Palavra de Deus chegasse àqueles que tanto precisavam.

Para alegria nossa e glória do nosso Deus, nos primeiros 30 dias, distribuímos 100 mil Bíblias. Isso equivale a 10 vezes o número realizado entre maio e junho de 2023. São 100 mil sementes, 100 mil pessoas com a Palavra de Deus!

Ainda que com lágrimas, no mês de aniversário da SBB, como diria aquele adestrador do border-collie, temos no serviço nossa maior recompensa. E não poderíamos receber maior recompensa que essa: semear amplamente a Palavra que transforma vidas.

Temos o que chorar e lamentar, mas também temos com o que jubilar! Gratidão a todos os que têm ajudado a SBB na semeadura da Palavra de Deus.

 “De fato, grandes coisas o SENHOR fez por nós; por isso, estamos alegres” (Sl 126.3).

Saiba mais sobre a PALAVRA que transforma vidas para sempre em www.sbb.org.br.

Assista a LIVE: A Bíblia e a Calamidade – S.O.S. Rio Grande do Sul (12 de maio 2024)

Contatos:

Pr. Márcio Alves

Gerente Regional da SBB – RS/SC

[email protected]

+55 51 9328-5897

Acesse aqui a versão impressa.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Emergindo das águas: Um novo começo

A nossa querida Editora Concórdia irá se reerguer e continuará a ser a editora da teologia bíblica e confessional que herdamos da Reforma. Publicando a Palavra que permanece.

Veja também

Emergindo das águas: Um novo começo

A nossa querida Editora Concórdia irá se reerguer e continuará a ser a editora da teologia bíblica e confessional que herdamos da Reforma. Publicando a Palavra que permanece.

Um fim em comum!

E para cumprir com seu propósito, a IELB: utilizará os meios de comunicação; produzirá e distribuirá livros e material religioso, fundando e mantendo organizações com essa finalidade. Esse é o porquê de a Igreja ter uma editora.

14º Encontro Nacional de Escolas Luteranas (14º ENEL)

Em 1524, Lutero elaborou um documento que lançaria as bases de conceitos como educação pública e gratuita, universalização do ensino, ludicidade no processo ensino-aprendizagem, educação interacionista, protagonismo do aluno, aprendizagem significativa e de uma educação com propósitos existenciais, fundamentada nos princípios cristãos.