Instalação de diaconisa em Três Coroas, RS

Formada pela ETE, Jaqueline Oliveski atua com projetos missionários desde 2017. Atualmente, cursa Teologia na Ulbra

A Congregação Cristo, de Três Coroas, RS, instalou, no dia 10 de março, Jaqueline da Rocha Oliveski como diaconisa em Educação Cristã e Evangelização. A instalação ocorreu num culto muito especial, pois, além marcar o reinício das diversas atividades da Congregação, participaram do culto os corais misto, masculino e infantil, bem como as crianças da Escola Dominical. Neste culto, foram instaladas as comissões de apoio da Congregação e a diaconisa Jaqueline Oliveski, formada pela faculdade de Teologia no curso da ETE (Educação Teológica por Extensão). Além disso, foi celebrado os 25 anos de ministério do pastor Edson Pinz!

Neste processo, foi fundamental a participação dos pastores da comunidade, especialmente o pastor Jonas Guilherme Dolvitsch, que foi o monitor da Jaqueline. “Não sei com certeza se ela é a primeira diaconisa a ser instalada e remunerada por uma congregação, mas certamente é uma novidade para nós. Isso abre portas para um movimento maior de pessoas que estão se capacitando, mas que, às vezes, não estão sendo usadas de acordo pelas congregações. Nós fizemos um investimento de pagar o curso da ETE para ela e, como ela já estava trabalhando na missão integralmente, tinha esse desejo de trabalhar na congregação mais diretamente, digamos assim, com a aprovação da congregação sendo instalada como diaconisa. Não sei se tem outro lugar com este modelo de trabalho, mas acho que abre um caminho para mais pessoas servirem de uma forma mais específica dentro da congregação, um trabalho um pouco mais profissional digamos assim”, destacou o pastor Jonas.

Jaqueline tem 38 anos e iniciou sua vida cristã com 23 anos, fazendo profissão de fé na Igreja Luterana. Sempre com desejo de compartilhar o Evangelho, começou em 2017 a desenvolver projeto missionário em escolas através de uma agência missionária e, em 2018, se tornou missionária em tempo integral. Jaqueline também participou do IMU (Imersão na Missão Urbana) em 2022, no Rio de Janeiro. Atualmente, cursa Teologia na Ulbra.

O culto teve a presença de 310 pessoas e contou com a participação do conselheiro distrital, pastor Martinho dos Santos, o líder leigo, Alexandre Matte, e o professor do Seminário Concórdia, pastor Leonidio Schulz Görl, coordenador da ETE. Na ocasião, foi servido um gostoso almoço, organizado pela Comissão de Apoio do bairro Vila Nova.

“Pelo que eu vejo, ela é pioneira nesse formato que foi feito o estudo. Isso é importante para a nossa comunidade e para a IELB. Mãos para trabalhar sempre são bem-vindas! Quando temos mãos para trabalhar que possam ajudar a agregar, então a gente só pode ver com bons olhos!”, cncluiu o presidente da Congregação, Paulo Ricardo Jungthon.

Para saber mais sobre a ETE, acesse o link:

Comentários

  1. Linda matéria desse momento especial em nossa congregação e IELB. Deus abençoe nossa querida igreja e que mais pessoas se disponham a servir com seus dons no trabalho do Reino de Deus!

  2. Isso é um caminhar maravilhoso,onde aqueles membros que teem o anseio de um conhecimento e participação mais profunda e comprometida com a Congregação da qual faz parte e da Igreja Luterana como um todo,podendo a vir participar também de atividades fora da sua Congregação dando assim sua colaboração para crescimento de outros membros não que ainda não teem a oportunidade de cursar.Que Deus nos abençoe. Mim

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Pastor é instalado em Sinop, MT

Mauro Scheibler irá atuar na Paróquia Emanuel

Veja também

Pastor é instalado em Sinop, MT

Mauro Scheibler irá atuar na Paróquia Emanuel

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).