2024… por onde começar?

Autoconhecimento é a chave para a famosa inteligência emocional. Faça reflexões sobre o que gosta, o que não gosta, o que faz, o que não faz, como se sente em determinadas situações, como toma suas decisões, como resolve seus conflitos.

Daniela von Mühlen
Psicóloga e Terapeuta de Casal e Família

Você já deve ter ouvido falar de setembro amarelo, outubro rosa, novembro azul, e outros meses com outras cores, certo? Esta é uma forma de organizações chamarem a atenção para assuntos importantes na área da saúde.

Nossa igreja também utiliza cores para representar o ano, as quais chamamos de cores litúrgicas (verde, vermelha, azul, branca, entre outras). Cada uma tem um significado e representa um momento histórico/especial da igreja de Cristo.

As cores representam e nos trazem mensagens especiais. Estamos entrando no Janeiro Branco, já ouviu falar? Este é um mês dedicado a lembrar da importância da saúde mental na vida de todos nós.

Particularmente acho bem apropriado, pois estamos tentando sair da “loucura” do final de ano, encerramento de ciclos, momento de cobranças pelo que passou e metas duvidosas para o ano que inicia. Em meio a esse turbilhão de emoções, iniciar o ano lembrando da importância da saúde mental é fundamental.

Curioso é que uma pesquisa recente aponta que mais da metade dos brasileiros se preocupam com a saúde mental (Pesquisa Global Health Service Monitor 2023, realizada pelo Instituto Ipsos), mesmo assim, o Brasil continua liderando o ranking de ansiedade e depressão na América Latina, e tem o terceiro pior índice de saúde mental entre 64 países pesquisados pela OMS.

O que podemos fazer para reverter essa realidade?

O Janeiro Branco não deve ficar somente nas redes sociais em frases e imagens de efeito para engajar seguidores; nosso janeiro branco deve ser de promoção de saúde mental, de ação, de sair da zona de conforto e fazer acontecer. Falar é importante para desmistificar, se preocupar também demonstra a importância, mas já não basta mais, é preciso ação para prevenção e também para acolhimento e tratamento.

Já diz o ditado: “Falar é fácil, fazer é que é difícil”.

Então, você tem alguma ideia de como melhorar a sua saúde mental? Ou ainda, você tem ideia de como está a sua saúde mental?

Faça a seguinte reflexão abaixo…

Comece por você! Autoconhecimento é a chave para a famosa inteligência emocional. Faça reflexões sobre o que gosta, o que não gosta, o que faz, o que não faz, como se sente em determinadas situações, como toma suas decisões, como resolve seus conflitos. Conhecendo-se, você ajuda também quem convive com você, tornando-se uma pessoa mais empática, agradável e que realmente é sal e luz por onde passa.

Se você não conseguiu responder a uma das questões acima, ligue o alerta! Pare, pense sobre como está se sentindo, mas lembre-se, não basta pensar e refletir, é preciso agir. Não basta fazer piada ou meme sobre saúde mental, é preciso se respeitar, cuidar do seu corpo e mente que é templo do Espírito Santo e agir em prol da sua qualidade de vida. Pedir ajuda, tirar suas dúvidas, compartilhar suas preocupações, deixar alguém cuidar de você é essencial, é vida, é saúde. Não dê bobeira com sua saúde mental.

E se você é daqueles que pensa que “tocar o fod@-se” resolve, se você é adepto do pensamento de que os outros “vão ter que me engolir”, pare e pense sobre sua responsabilidade para com o Reino de Deus, sobre não ser pedra de tropeço na vida dos pequeninos.

Ocupe sua mente com pensamentos de gratidão e respeito. Ocupe seu tempo com atividades saudáveis. Ocupe sua energia na construção do mundo onde você quer viver e conviver com os que você ama.

Janeiro Branco é de saúde mental, paz, respeito, comprometimento, responsabilidade e ação!

Você faz parte disso!

A igreja faz parte disso!

Para saber mais: Janeiro Branco – https://janeirobranco.com.br/

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Convite à igreja

Assista ao vídeo da presidente da JELB, Dagmara Abigail Figur, e do presidente da IELB, pastor Geraldo Schüler, convidando toda a...

Veja também

Convite à igreja

Assista ao vídeo da presidente da JELB, Dagmara Abigail...

Jó, em meio a desastres naturais

Uma reflexão sobre sofrimento, esperança e superação dos maus conselhos em tempos de sofrimento!

Fé e imigração

Em termos de igreja – IELB, os primeiros missionários vieram dos Estados Unidos, em 1900, para atender primeiramente os imigrantes alemães.