Igreja: meu lugar preferido

Maio. Mês marcado pela comemoração em homenagens às mães. E ser mãe sempre foi um sonho meu. Há 16 anos comemoro esta data de forma muito intensa, pois recebi a missão da maternidade e amo ser mãe!

Tive meu primeiro filho no mês de maio. Um final de semana antes do dia das mães estive no culto, para pedir que Deus abençoasse o parto que aconteceria no outro dia. Um misto de ansiedade, medo, alegria e preocupação. “Gui” nasceu na segunda-feira: grande, forte, saudável, e, no domingo seguinte, no Dia das Mães, eu estava lá no culto novamente, com meu presente no colo, para agradecer a bênção de ter me tornado mãe.

Quatro anos depois, Deus nos presenteou com mais um bebê. Nossa Victória, que venceu uma gestação difícil, um parto de risco e uma UTI de prematuros, com a evidência de que sim, Deus opera milagres ainda hoje!

O que quero dizer com tudo isso? Que este mês de maio traz lembranças que me permitem celebrar, mas, acima de tudo, trouxe razões de agradecer a Jesus. Com Deus, durante esses 16 anos de maternidade foi muito, mas muito mais fácil de superar desafios, responder perguntas, dizer “nãos”, acalmar corações aflitos e saber o que dizer em momentos em que até nos faltam palavras.

Enquanto pensava e planejava o que trazer nesse artigo, minha filha me trouxe um tema de casa que precisava ser feito sobre lugares e paisagens da disciplina de História. Em uma das questões, foi-lhe solicitado fazer um desenho para indicar o seu lugar “preferido”, onde ela mais gostava de estar, e enumerar os elementos físicos e naturais que compunham a imagem.

Pensei: shopping, praia, aula de ginástica, quadra de vôlei… tudo o que ela ama fazer. Não. Não era nenhum desses lugares.

O lugar está aqui na imagem. A igreja. Até hoje me arrepio, contando.

No desenho estava lá: o templo da congregação “Da Paz”, aqui de Concórdia, SC. Um lugar aonde vamos todos os finais de semana. Lugar onde a “Vic” canta comigo e o pai dela em muitos finais de semana, conduzindo o louvor.

Olhei e perguntei: “Esse é o teu lugar preferido, minha filha?”

Ela prontamente respondeu: “Sim, nesse lugar é onde eu gosto de ir, de cantar, de ver meus amigos, meus avós.”

Meus olhos se encheram de lágrimas. Meu coração, de agradecimento.

A igreja sempre foi o nosso lugar de estar: seja nos cultos, nos casais, nos jovens, nos corais. Foi na igreja que conheci meu marido. Foi na igreja que meus filhos fortaleceram e fortalecem amizades. E é justamente a igreja que eles enxergam como o seu lugar “preferido” para estar.

Ao comemorar mais um Dia das Mães, deixo aqui esse relato de algo que acalentou meu coração materno. Deixo aqui meu desejo que todas as mães possam colher os frutos de uma família que se dedica ao serviço do Senhor de forma prazerosa, agradável, feliz.

Em um mundo onde tantos outros “lugares” nos chamam para estar, quando a tecnologia nos acomoda para não sairmos de casa, que a força, que vem de Deus, mostre aos nossos filhos que a igreja pode, sim, ser nosso local preferido, e que a comunhão com os irmãos pode ser a melhor companhia que podemos ter!

“Fiquei alegre quando me disseram: Vamos à casa de Deus, o Senhor” (Sl 122.1).

O mundo anda difícil? Certamente! Porém, lembre-se de que Deus nunca disse que nossa vida seria fácil.

Mas uma coisa eu posso garantir: tudo se torna menos “pesado” se diariamente entregarmos a nossa vida, a vida dos nossos filhos e a vida da nossa família nas mãos daquele que nos carrega em seus amorosos braços e, a seu tempo, nos mostra o melhor caminho a seguir.

Feliz Dia das Mães. E que esse dia seja muito comemorado, especialmente dentro de um “lugar preferido”: a igreja!

Carine Hoffmann
Concórdia, SC

Artigo anterior
Próximo artigo

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Veja também

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Enchente no RS provoca mudanças no Simpósio de Missão

Programação do Seminário Concórdia será reduzida e online. Inscrições podem ser feitas até o dia 21 de junho

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase