CEL Redentor, de Ijuí, RS, comemora 100 anos

A Congregação Evangélica Luterana Redentor, da Vila Mauá, Ijuí, RS, realizou no domingo, 15 de março, uma celebração especial alusiva aos 100 anos de sua fundação.

O vice-presidente de Ação Social, pastor Airton S. Schroeder, dirigiu a mensagem no culto festivo. A cerimônia foi transmitida pela Rádio Mundial 96.5, de Ijuí. Estiveram presentes membros de congregações vizinhas e de outras denominações religiosas da localidade. A CEL Redentor recebeu homenagens do poder executivo e legislativo municipal, bem como da CEL Redentor, de Catuípe, RS, que compõem a paróquia desde 1976.

A congregação centenária entregou placas comemorativas à IELB, à CEL Sião, da Linha 26, Ajuricaba, RS – sede paroquial à qual esteve integrada de 1920 a 1955, e à CEL Emanuel, de Ijuí – paróquia à qual esteve integrada de 1955 a 1974, quando chamou seu primeiro pastor, Rev. Waldemar Reimann, que atuou lá por 29 anos. Desde 2004, a congregação é pastoreada pelo Rev. Vilson Leomar Bubanz.

Após o culto festivo, houve almoço de confraternização, e a Banda Municipal de Ajuricaba, RS, animou a confraternização, com músicas clássicas tocadas em instrumentos de sopro.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Veja também

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).

O que alimenta nossa fé?

Esse foi o tema do Congresso de Servas e Leigos do DIVALI