Jovens mirins participam de gincana virtual

O grupo de jovens mirins da congregação Rei Jesus de Novo Hamburgo, RS, tem 27 anos de existência e é composto por, em média, 20 pré-adolescentes de 11 a 15 anos de idade. Eles se reúnem semanalmente para terem seu momento de estudo, louvor e jogos, também participam de olimpíadas esportivas promovidas pelo Distrito Vale do Rio dos Sinos (Divasi). A juventude mirim é uma porta de entrada para a juventude adulta e, serve também, para amadurecimento desses jovens que, desde cedo, tem responsabilidades, participam de diretorias, fomentando assim a liderança.

Pensando em uma forma de manter a comunhão e manter os jovens conectados em meio à pandemia, surgiu a ideia de criar uma gincana virtual. As equipes “Lions” e “Juntos à distância” participaram de inúmeras atividades, entre as quais se destacam o desafio de recriar obras de arte através da fotografia e a tarefa de gravar um vídeo contando uma história para as crianças da escola bíblica. Foi muito gratificante ver os jovens contando histórias bíblicas com muita propriedade; certamente, teremos futuros professores da escola bíblica.

A última tarefa da gincana teve um significado muito especial. O desafio era que cada jovem, na sua casa, juntamente com sua família, produzisse um pão caseiro para ser doado a famílias carentes da cidade. O que mais nos surpreendeu foi a participação dos familiares que colocaram a “mão na massa”, literalmente. Toda congregação se engajou na ideia, e foram produzidos 76 pães, que foram doados a famílias carentes e a um lar de idosos.

Erick Muller, de 12 anos, conta que “achou muito legal a ideia, pois nem todo mundo tem condições de ter uma comida na mesa […] e nesses tempos de pandemia não podemos perder a fé em Deus”.

É comum destacarmos apenas as coisas que perdemos devido à pandemia. Por ser meu ano de estágio em Teologia, estava bastante triste com essa situação. Então ao invés de olhar apenas o que estava perdendo, comecei a perceber o que estava ganhando. E talvez seja esse o grande desafio, olhar para as oportunidades que estamos tendo de fazer coisas que não faríamos em um período “normal”.

O sentimento hoje é de gratidão a Deus por permitir que, através de uma simples gincana, pudéssemos partilhar as bênçãos recebidas com outras pessoas.

Em um tempo tão atípico, os jovens mirins da Congregação Rei Jesus continuam fortes como “Lions” e “Juntos à Distância”.


Daniel Lessa da Rosa

Estagiário em Teologia na Congregação Rei Jesus de Novo Hamburgo, RS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Ovelhas geram ovelhas. Pastores apascentam ovelhas

No evangelho de João 10.11,14, Jesus é o “Bom Pastor” que apascenta e gera, espiritualmente, as ovelhas que escutam sua voz e que o conhecem e são por ele conhecidas.

Veja também

Ovelhas geram ovelhas. Pastores apascentam ovelhas

No evangelho de João 10.11,14, Jesus é o “Bom Pastor” que apascenta e gera, espiritualmente, as ovelhas que escutam sua voz e que o conhecem e são por ele conhecidas.

Cheiro de salvação

O texto de 2 Coríntios 2.14 diz assim: “como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas”.

Quem está nas trincheiras ao seu lado?

Quando a gente casa, traz uma bagagem para a vida a dois. Nesta bagagem, estão os valores aprendidos em casa, as experiências de relacionamentos anteriores, nossa profissão talvez, sonhos e desejos.