Pastor Heder Gumz visita IELB em Macapá, AP

Nos dias 27 de fevereiro a 03 de março, o vice-presidente de Expansão Missionária da IELB, pastor Heder Pieper Gumz, visitou a cidade de Macapá, AP, para conhecer o trabalho da IELB na capital Amapaense.

Confira as visitas realizadas pelo pastor Heder Gumz:

No dia 28 de fevereiro, reuniu-se com o Rev. Sídnei Ahnert, pastor local, para conhecer mais sobre as perspectivas e projetos na área de missão. No dia 29 de fevereiro, na parte da manhã, visitou a Igreja construída sobre as palafitas. No primeiro momento, houve distribuição de convite às crianças para a Escola Dominical. Num segundo momento, foi realizada a Escola Dominical com 34 crianças. Na parte da tarde, juntamente com os pastores Sídnei Ahnert e Fagner Lopes Haese, de Belém PA, e o conselheiro do distrito Pará Norte, Rev. Marjon Sontag, de Tomé-Açu, participou da distribuição de convites aos arredores da igreja para o culto do dia 1º de março, na Congregação Evangélica Luterana Cristo para Todos.

No dia 1º de março, o pastor Heder Pieper Gumz, dirigiu a mensagem no culto de agradecimento pela reforma da casa pastoral, do salão da igreja e da fachada da igreja. Este também foi um culto festivo em lembrança aos 21 anos da missão da IELB em Macapá. No final do culto, o presidente da congregação, Sr. Lucivo Block, fez uma mensagem de agradecimento, e também o pastor Marjon Sontag dirigiu a palavra. Após, houve almoço de confraternização. Na parte da tarde, o vice-presidente de Expansão Missionária, reuniu-se com o conselheiro do distrito, Rev. Marjon, pastor Sídnei e diretoria da CEL Cristo para Todos.

No dia 02 de março, conversou com o pastor Fagner sobre os desafios da missão em Guamá, Belém.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Veja também

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).

O que alimenta nossa fé?

Esse foi o tema do Congresso de Servas e Leigos do DIVALI