Organização do 13º Encontro Nacional de Escolas Luteranas

A Diretoria da Associação Nacional de Escolas Luteranas (ANEL) reuniu-se nesta sexta-feira, 07 de fevereiro, no Centro Administrativo da IELB, em Porto Alegre, RS, para finalizar a programação do 13º Encontro Nacional de Escolas Luteranas, que acontecerá de 21 a 24 de julho, em Foz do Igauçu, PR. Saiba mais sobre o evento aqui. A programação completa será disponibilizada em breve.

Também tiveram início a organização do 21º Encontro de Gestão e Capelania da ANEL, que acontecerá de 25 a 27 de setembro, em Curitiba, PR, e a criação do documento norteador sobre rotinas administrativas que deve contar com a participação das escolas. Segundo o presidente da ANEL, Prof. Nelci Senger, além da divulgação por e-mail, as escolas da rede luterana de educação serão convidadas a participarem de uma webconferência no dia 10 de março, em que a Diretoria da ANEL irá conceder maiores esclarecimentos e sanar dúvidas sobre o projeto denominado POP (Processos Operacionais Padrão).

Além do presidente da ANEL, participaram da reunião a tesoureira Profª. Eliane Machado, o capelão Rev. Alexandre Ulrich, a diretora executiva Profª. Marli Lebkuchen Lange, e o vice-presidente de Ensino da IELB, pastor Joel Müller.

A reunião coincidiu com a reestreia do programa Teologando, apresentado pelo pastor Joel Müller, e transmitido ao vivo na rádio CPT às sextas-feiras, das 14h às 15h. O vice-presidente de Ensino aproveitou a oportunidade para convidar a diretoria da ANEL para falar sobre volta às aulas e as atividades e planejamento da rede luterana de educação para 2020. Assista à live transmitida pelo Facebook (clique aqui) ou pelo Youtube (clique aqui) da rádio CPT.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Pastor é instalado em Sinop, MT

Mauro Scheibler irá atuar na Paróquia Emanuel

Veja também

Pastor é instalado em Sinop, MT

Mauro Scheibler irá atuar na Paróquia Emanuel

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).