União no plantio de palmeiras

Ação da Congregação São Paulo, do Ribeirão do Salto, SC, reuniu crianças, jovens, adultos e idosos

A Congregação São Paulo, do Ribeirão do Salto, da Paróquia Paz, de Taió, SC, reuniu 13 pessoas da comunidade, com idades entre 6 e 67 anos, além de uma criança, um jovem e idosos que não fazem parte da congregação para plantarem um total de 988 palmeiras no pátio da igreja. Além do plantio, as pessoas se reuniram mais algumas vezes para regar as plantas, devido ao forte calor da região. 

“Os bons florescem como as palmeiras; eles crescem como os cedros dos montes Líbanos. Eles são como árvores plantadas na casa do SENHOR, que florescem nos pátios do Templo do nosso Deus. Na velhice, eles ainda produzem frutos; são sempre fortes e cheios de vida.” (Sl 92.12-14)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

Veja também

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

A subjetividade contemporânea do rolar a tela do celular

O Tik Tok passa a predominar e compor o mundo intrapsíquico do ser humano. E tal composição atinge milhões de pessoas, como uma espécie de hipnose pandêmica.

A dolorosa volta para casa

Após 20 ou mais dias, vítimas da enchente no RS começam a retornar aos seus lares para limpeza e reconstrução