IMAMA no combate ao Câncer de Mama no Rio Grande do Sul

O Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (IMAMA) é uma organização sem fins lucrativos, reconhecida, desde 2000, pelo Ministério da Justiça como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP). Foi fundado em 29 de julho de 1993 e, desde então, é presidido pela Dra. Maira Caleffi.

Saiba como combater o Câncer de Mama, com suas compras, através da Nota Fiscal Gaúcha:

1. Acesse aqui;

2. No canto superior da tela, clique na opção “Cadastre-se”;

3. Insira seu CPF e Data de Nascimento;

4. Insira as informações solicitadas pelo Portal (p.ex.nº do RG) ou clique em “não tenho esta informação”;

5. Preencha a Ficha de Cadastro no Nota Fiscal Gaúcha;

6. Após o preenchimento confira os dados e confirme;

7. Na tela seguinte irão aparecer as categorias para cadastras as entidades (educação, saúde, assistência social, etc);

8. Selecione a opção “Assistência Social”;

9. No local que solicita o município selecione “Todos” e escreva o Nome Social: Imama RS;

10. Selecione o IMAMA e clique em salvar;

11. Para finalizar clique em “Concluir”;

12. Pronto, agora cada vez que você fizer compras insira seu CPF na nota fiscal e você estará ajudando o IMAMA.

Confira a reportagem do jornal Band Cidade (veja aqui) com a participação da recepcionista da IELB, Iara Regina Fialho (Nina).

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Pastor é instalado em Sinop, MT

Mauro Scheibler irá atuar na Paróquia Emanuel

Veja também

Pastor é instalado em Sinop, MT

Mauro Scheibler irá atuar na Paróquia Emanuel

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).