Por amor a um filho surdo dá lição de amor

A autora do livro Por amor a um filho surdo, Adriana Gil Haas Herculano têm recebido depoimentos sobre a importância de seus escritos para outras famílias de pessoas surdas. Confira:

“Um livro que conta uma história que é uma verdadeira lição de dedicação, amor e responsabilidade de uma família na criação de seu filho surdo. Exemplo para todas famílias, mostra a trajetória nada fácil na busca do melhor caminho a seguir para vencer as barreiras que encontramos na sociedade quando temos um filho especial. Destaca a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) como: O SUCESSO. Enfatiza também a importância da fé e do amor, doação na busca das soluções para o desenvolvimento pleno dos nossos filhos. Leitura emocionante, que nos encoraja a nunca desanimar e sempre depositar nossa esperança em Deus.”
Raquel Ramos Candelaria Silva, é mãe de duas meninas surdas, as gêmeas Rebeca e Larissa

“Ao ler o livro da Adriana Herculano, como pais de um deficiente auditivo, realizamos uma viagem no tempo.

De igual maneira à família Herculano, passamos por diversas dúvidas e que rumo seguir entre sessões de fonoterapia, implante coclear, inclusão entre ouvintes e LIBRAS. Durante essa trajetória tivemos altos e baixos no desenvolvimento do Andrew e graças ao nosso bom Deus, nosso filho passou pela escola especial Concórdia, em Porto Alegre, RS, e teve o prazer de ser colega e formar uma linda amizade com o Yan.

Uma passagem especial que tivemos, expressa no livro, foi quando pela vez primeira chamaram nosso filho de surdo. É um momento difícil para pais de primeira viagem aceitar a deficiência de um filho e pior ainda escutar ele ser chamado de surdo. Porém compreendemos, através do tempo, que somos preconceituosos de nascença e que temos muito a evoluir como seres humanos nessa vida.

O livro é de grande valia a todas as famílias que possuem surdos em seu meio familiar, pois encoraja os mesmos a lutar pela inclusão, procurar por seus direitos e entender que são pessoas com capacidades infinitas de desenvolvimento pessoal.

Como pais de um surdo, concordamos que a LIBRAS representa a língua mater, onde nossos filhos conseguem se expressar e comunicar-se de forma profunda e com o coração.

Também gostaríamos de salientar que vale todo e qualquer esforço para quebrarmos paradigmas e incluirmos nossos filhos na sociedade brasileira como pessoas normais que são.

Para finalizar citamos a frase da diretora do Concórdia, no primeiro dia de aula do filhote, que nos derrubou e nos levantou no mesmo instante, quando exclamou: “Pais o filho de vocês é surdo! Mas lembrem-se que filhos especiais são dados a pais especiais!”.

Agradecemos a você Adriana por levar essa mensagem linda tão longe e desejamos que continues a escrever sobre tão nobre assunto.”

Beto e Denise Pires dos Santos, pais do Andrew

Por amor a um filho surdo revela uma história de vida, amor e fé. São páginas de muitas surpresas, emoções, lutas, dúvidas, descobertas, vitórias que permeiam a viagem de uma família que recebeu a dádiva de um filho surdo.

A autora é a própria mãe deste menino tão especial que se chama Yan. Este livro traz uma história real, não de ficção ou contada por alguém, mas uma história experimentada, construída e escrita por quem a viveu todos os dias.

Esta obra não é e nem quer ser a resposta para todas as dúvidas que surgem nesse contexto. Mas, sim, como diz a autora, “que as minhas dúvidas, buscas e soluções funcionem como um ponto de luz aos corações das mães e pais que navegam no mesmo barco. Que minhas palavras sirvam de estímulo aos que estão no início de uma jornada assim e de reflexão para os profissionais que trabalham na área”.

É um convite à reflexão, à reavaliação de conceitos, à prática do amor que não conhece limites e à vivência da fé em plenitude.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Veja também

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Missão Feliz, RS, completa 8 anos

A missão iniciou em 2016, com seis pessoas e hoje, já são 29 pessoas ativas e alguns visitantes

Setenta anos, a Igreja em missão em Baixo Guandu, ES

Congregação Da Paz celebrou culto festivo no dia 14 de abril