A fé cristã diante da enfermidade

Este texto foi escrito em um quarto improvisado, que virou uma verdadeira UTI domiciliar. Enquanto os aparelhos que mantém um cristão em vida apitavam e davam bom sinais de funcionamento, uma voz debilitada, mas cheia de emoção e fervor, relatou um pouco da sua história, a qual serve de testemunho a todos nós.

No dia 27 de julho de 1969, nasceu um menino no interior de Candelária, RS. Seu nome é LASIO ADRIANO HEINZE. Foi batizado e, mais tarde, confirmado na Congregação Evangélica Luterana Bom Pastor, de Vila Passa Sete, interior de sua cidade natal. Desde pequeno, Lasio sonhava em ser pastor na Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), mas por diversos motivos, este sonho não pôde se tornar realidade. Ainda jovem, mudou-se para a cidade, onde ao mesmo tempo em que estudava, trabalhava entregando jornais, servindo como garçom e como operador da rádio local. Em 1993 foi para Caxias do Sul, RS, para trabalhar como representante comercial, onde também participou da Igreja Luterana local.

Em outubro de 2002, casou-se com Andrea Beatriz Radtke Heinze, na Congregação Evangélica Luterana Cristo, na cidade de Candelária, RS. A partir de então o casal Heinze fixou residência em Candelária. Em 2008 o casal foi abençoado com o filho Lucas Rathke Heinze.

Aquela vontade de ser pastor, quando jovem, fez aflorar em Lasio o gosto pelo evangelismo e pela divulgação da Palavra de Deus. Antes de toda esta tecnologia, Lasio já era um divulgador e parceiro da Hora Luterana. Ele adquiria fitas K7 com mensagens cristãs, as quais ele ouvia enquanto realizava suas viagens a trabalho, além de ser um ofertante para os projetos da Hora Luterana. Depois, com o avanço da tecnologia, Lasio começou a enviar e-mails para seus contatos com a Mensagem de Esperança.

Na Congregação Cristo, de Candelária, Lasio foi uma peça importante na reativação do grupo de leigos, em 2014. Trabalho sempre realizado em parceria e incentivado pelo seu grande amigo Altair Haetinger. A partir daí, Lasio fez parte da diretoria distrital de leigos e também da diretoria da Congregação, tornando-se um grande e prestativo líder, um pecador perdoado que vivia intensamente sob a graça de Deus.

Um trabalho que Lasio sempre gostou de realizar foi o de ser o responsável por compartilhar diariamente a Mensagem de Esperança, da Hora Luterana, nos grupos de WhatsApp da Congregação. Todas as manhãs, cedinho, ao clarear o dia, Lasio postava e ainda posta as mensagens da Hora Luterana, as quais são complementadas pelos textos bíblicos da devoção, postados por Altair.

Ao longo do ano de 2018, Lasio começou a apresentar algumas mudanças em sua saúde. Começou a ter dificuldades de locomoção, especialmente com a perna esquerda. No início de 2019, Lasio foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA).

A partir daí a vida de Lasio começou a mudar. Seus movimentos começaram a ficar mais restritos. A locomoção estava cada vez mais difícil. Ainda sob muito esforço, seguia sua rotina de trabalho, família e igreja. Porém, em 4 de maio de 2019 Lasio deu entrada na UTI do Hospital de Santa Cruz do Sul, RS, com séria insuficiência respiratória e lá ficou por 10 dias internado, sob os cuidados de uma ótima equipe médica, de sua família, de seus pastores e de sua Congregação.

Ao retornar ao lar, Lasio continua até hoje acamado e vivendo sob cuidado médico 24h por dia e respirando com o auxílio de respirador mecânico. E desde que retornou para casa, perder seus movimentos rapidamente. Até sua fala havia sido comprometida. Hoje, o irmão Lasio possui apenas o movimento da cabeça. Sua fala foi restaurada graças a uma traqueostomia.

Mesmo em meio à enfermidade, Lasio sempre sentiu a necessidade de alimentar-se na Palavra de Deus. Um fato curioso é que, mesmo internado na UTI, ele implorou ao médico para que tivesse acesso a um celular para que pudesse ouvir a transmissão do culto de sua Congregação. E assim ele ganhou autorização para ouvir ao vivo o culto, mesmo dentro de uma UTI. Aliás, a Congregação Cristo disponibiliza a transmissão ao vivo do culto, e Lasio não perde um, está sempre ouvindo todas as transmissões.

Em casa, Lasio recebe inúmeras visitas, por ser um grande amigo de muita gente. É muito querido por todos, por pessoas de todo o estado! Em especial, destacam-se nessas visitas seus amigos Altair, Cláudio, Lenara, Vilson e diversos familiares. Além da assistência espiritual de seus pastores, Marcos e Bruno, que lhe levam a Palavra e a ceia, realizando assim um culto doméstico.

Muitas mãos têm cuidado ultimamente de Lasio, especialmente sua família, a esposa Andrea e o filho Lucas. Mesmo em suas rotinas de trabalho e estudo, sempre estão presentes com o seu amor e sua atenção. Além do mais, Lasio tem uma equipe de enfermagem 24h por dia acompanhando sua situação e um grande aparato de equipamentos que possibilitam os cuidados de uma UTI domiciliar.

O que enche nossos corações de louvor a Deus é que Lasio, mesmo limitado pela ELA, continua divulgando o nome de Jesus para diversas pessoas. Ele faz questão de, ainda hoje, compartilhar as Mensagens de Esperança da Hora Luterana a todos os seus contatos e grupos. Claro, com a ajuda das enfermeiras. Se aquele sonho de um dia ser pastor não foi possível, Deus Espírito Santo deu dons para que este homem levasse sua Palavra a muitas pessoas, às quais, quem sabe, os próprios pastores não teriam acesso. E mesmo com dificuldade na fala, ele sempre testemunha sua fé aos que o visitam.

Aqui estão registradas palavras do próprio Lasio, palavras que ele gostaria de compartilhar com os leitores: “Juntamente com as dificuldades, também existem as revoltas. Mas tenho aceitado com um bom coração. Tenho a certeza de que existe um Deus dos impossíveis, que nos cuida em nossas provações, que nos alimenta na fé, e assim conseguimos superar as maiores dificuldades”.

Através deste testemunho, Deus pode nos ensinar belas lições. A pedido do próprio Lasio, o texto termina assim: “Alegrem-se por isso, se bem que agora é possível que vocês fiquem tristes por algum tempo, por causa dos muitos tipos de provações que vocês estão sofrendo. Essas provações são para mostrar que a fé que vocês têm é verdadeira. Pois até o ouro, que pode ser destruído, é provado pelo fogo. Da mesma maneira, a fé que vocês têm, que vale muito mais do que o ouro, precisa ser provada para que continue firme. E assim vocês receberão aprovação, glória e honra, no dia em que Jesus Cristo for revelado” (1Pe 1.6-7).

Bruno Serves e Marcos Fester
Pastores em Candelária, RS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Veja também

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Missão Feliz, RS, completa 8 anos

A missão iniciou em 2016, com seis pessoas e hoje, já são 29 pessoas ativas e alguns visitantes

Setenta anos, a Igreja em missão em Baixo Guandu, ES

Congregação Da Paz celebrou culto festivo no dia 14 de abril