Está consumado

Jesus, do alto da cruz, falou: “Está consumado” (Jo 19.30). Isso significa: Tudo está feito; tudo pronto.

Rodolfo Kirchhein
Pastor emérito da IELB
Santa Rosa, RS

(Texto publicado no Mensageiro Luterano de março 2015, p. 8)

         

O plano da vinda do Messias Salvador está consumado

          A vinda do Messias e Salvador foi planejada já na eternidade. Com a queda em pecado, foi anunciada (Gn 3.15). Os profetas do Antigo Testamento (AT), inspirados por Deus, proclamaram a vinda anunciando o lugar, a saber, Belém (Mq 5.2); anunciaram também que ele nasceria de uma virgem (Is 7.14). Tudo se cumpriu. Está consumada a vinda. Jesus é o Messias (Jo 1.41; 4.25,26; Mt 1.18-25; 2.1-12). Festejamos a sua vinda no Natal. Ninguém precisa esperar outro Messias. Deus é fiel. A Palavra do nosso Deus sempre se cumpre. Nela podemos confiar.

O plano da paixão e morte do Messias está consumado

          Nos planos de Deus nada é casualidade. Também a paixão e morte do Messias e Salvador foi programada nos mínimos detalhes. Leia, por exemplo, Gênesis 3.15; Salmo 22 e Isaías 53. Até mesmo certos detalhes, por exemplo, que nenhum dos seus ossos seria quebrado (Jo 19.36), que repartiriam suas vestes (Jo 19.24), que seu lado seria perfurado (Jo 19.37). Tudo foi programado; agora, tudo está consumado. Lembramos a morte de Jesus, Messias, na Sexta-Feira Santa. Que fidelidade! Na Palavra de Deus, que temos na Bíblia, podemos nos fiar, e sobre ela edificar a nossa vida, fé e esperança.

O cumprimento da lei está consumado

          Em sua justiça, Deus exige que a sua lei seja cumprida 100%. Nenhum ser humano consegue isso (Sl 14.3; Is 64.6; Ec 7.20; Rm 7.18; Gn 8.21; Sl 51.5; Jr 17.9; Sl 49.7). Somos todos, sem exceção, pobres e miseráveis pecadores sujeitos à condenação eterna. Somos malditos diante da lei de Deus.

          Jesus, como Deus e Homem, nascido sob a lei (Gl 4.4) assumiu o nosso lugar. Ele foi feito maldição por nós (Gl 3.13). Jesus cumpriu 100% toda a lei (Jo 8.46; Mt 5.17). Nada ficou para ser cumprido. Tudo está consumado. Não se apegue, pois, à lei para justificar-se diante de Deus. A lei só vai acusar você mais e mais e, por fim, vai condená-lo. Apegue-se em Jesus.

Está consumado o pagamento pelo pecado

          Como seres humanos, não conseguimos cumprir a Lei, todos temos pecados. E por causa dos nossos pecados estamos em dívida diante de Deus, estamos perdidos. Pagar?  Com o quê? Nenhum dinheiro, nem vida humana é capaz de satisfazer a exigente justiça divina. Perdoar sem pagar? Isso a justiça não admite. Deus não fecha nenhum olho. Sem pagamento não há perdão, nem salvação. E para se pagar o pecado é preciso haver derramamento de sangue (Hb 9.22). E é preciso ser sangue santo. Pois aí vem a grande notícia. Jesus assumiu o nosso pecado e ele foi feito pecado por nós (IPe 2.24; Is 53).

          Jesus se entregou à morte de cruz e derramou o seu santo e precioso sangue. Este sangue nos lava e purifica de todos os pecados (IJo 1.7). Jesus é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1.29).

          Jesus pagou todos os pecados, de todos os tempos e de todos os lugares. Por ser Deus e Homem, ele o pôde fazer. Está consumado o pagamento de todos os pecados de todos os seres humanos do nosso planeta. Anistia ampla, total e irrestrita. Aplique essa verdade a você mesmo e diga: “Jesus já pagou todos os meus pecados; em Jesus eu tenho perdão”. Ninguém será condenado por falta de perdão. O perdão já existe; não precisa ser conquistado. Tudo graças a Jesus. Quanto amor! Oh, quanto amor!

O ser humano contesta e rejeita

          O nosso Deus é maravilhoso; faz sempre tudo bem e perfeito. Assim foi na criação, em cujo relato lemos: ”Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom” (Gn 1.31). O ser humano, infelizmente, estragou tudo. Com a queda em pecado, tudo foi arruinado (Gn 3.16-24).

          Na obra da salvação, tudo também foi feito muito bem. A salvação está pronta; tudo consumado. Mas eis que Satanás, como no princípio, coloca dúvidas, e muitos se deixam levar por outras propostas de salvação.

          Pergunta-se hoje: Então Jesus, de fato, pagou tudo? Eu não preciso fazer nada? Não deveria eu fazer boas obras, penitências e sacrifícios para conquistar a simpatia e graça de Deus? E se não consigo fazer tudo nesta vida, não deveria pagar pecados depois e me purificar num suposto purgatório ou numa próxima reencarnação?

A resposta e solução

          A resposta é clara e vem do alto da cruz: ”Está consumado”. Tudo está pronto para a nossa salvação. Nada mais precisa ser feito. Você não precisa fazer boas obras, nem penitências, nem jejuns, nem dar o dízimo, nem guardar o sábado, nem recitar mantras, nem fazer profundas meditações em busca de forças interiores como se a salvação estivesse dentro de nós. Não precisa se vestir de acordo com certas leis religiosas, nem seguir outras tantas que grupos exigem, como abstinência de certos alimentos ou bebidas, ou uma vida mais santificada para conquistar a graça diante de Deus e querer assim se justificar. Toda essa lista é o emaranhado de uma burocracia religiosa que impede e obstrui o acesso à graça e salvação. Graças ao “Está consumado”, tudo está desburocratizado. A salvação é por graça (Ef 2.8,9). Somos justificados unicamente pela fé em Jesus, sem obras da lei (Rm 3.28). Nenhum mérito para o ser humano. Toda a honra e a glória cabem a Deus, que em Cristo Jesus nos salvou. Isso é Cristianismo.

          O “Está consumado” também proclama, com ênfase, a verdade de que você não precisa pagar mais nada no além, nem iniciar um processo de purificação numa outra vida aqui na terra. A nossa purificação está assegurada com o preço da vida e do sangue de Jesus, que nos purifica de todo o pecado (IJo 1.7).

          O “Está Consumado” foi selado com a gloriosa ressurreição de Jesus que festejamos na Páscoa. Ele está vivo e oferece a salvação sem exigir nada. “Vinde, porque tudo já está preparado (Lc 14.17). Aceite este presente. “Crê no Senhor Jesus e serás salvo” (At 16.31). Pela fé em Jesus você tem o perdão, o céu e a eterna salvação. Esta fé também é graça concedida pelo Espírito Santo. Deus Espírito Santo está fazendo tudo para consumar em você o “Está Consumado” de Jesus.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

Veja também

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

A subjetividade contemporânea do rolar a tela do celular

O Tik Tok passa a predominar e compor o mundo intrapsíquico do ser humano. E tal composição atinge milhões de pessoas, como uma espécie de hipnose pandêmica.

A dolorosa volta para casa

Após 20 ou mais dias, vítimas da enchente no RS começam a retornar aos seus lares para limpeza e reconstrução