O permanente desafio de manter o foco

Você já notou que muitas pessoas estão enfrentando dificuldades para se concentrar e prestar atenção? Talvez você mesmo esteja passando por isso.

A pandemia e o isolamento social, bem como a quantidade de informações vindas dos meios eletrônicos, têm contribuído para que seja cada vez mais difícil manter o foco nas coisas, seja em uma conversa, na leitura de um livro ou mesmo em assistir um filme até o fim. É como se estivéssemos vivendo em um modo automático, sempre distraídos e com a mente em outro lugar.

Infelizmente, esse modo de vida tem impactado negativamente nossa vida espiritual. Cada vez mais pessoas estão deixando de participar de cultos, estudos bíblicos e departamentos da igreja. Em vez disso, elas se contentam com mensagens rápidas encontradas na internet, sem considerar a origem e a teologia que essas mensagens carregam. Esperam nutrir a sua alma, embora estejam se alimentando com “fast-food espiritual”, uma comida aparentemente atraente, mas cheia de ingredientes tóxicos.

A Palavra de Deus, registrada na Bíblia, é o alimento da nossa fé. Ela é responsável por criar, nutrir e fortalecer a igreja. Por isso é importante que a Palavra seja ensinada com clareza e em toda a pureza, e que dessa forma seja buscada e recebida pelo povo de Deus. Seguindo o conselho do apóstolo João, os cristãos irão provar os espíritos para ver se procedem de Deus (1Jo 4.1), quer dizer, distinguir a voz do bom pastor Jesus dentre as vozes estranhas.

Neste ano, o Departamento de Educação Cristã irá promover encontros de capacitação para a educação cristã (ECEC) em diferentes regiões do Brasil. O objetivo desses encontros será alertar e motivar pessoas, famílias e congregações a buscar o bom alimento espiritual de forma consciente e ativa. Em outras palavras, a fazer uso da Bíblia e das publicações da IELB, a consumir e compartilhar o nosso material online, a promover e participar de estudos bíblicos e a ter em alta consideração o culto e a pregação da Palavra.
Nosso trabalho é para que a igreja, que vive nestes tempos tão dispersivos, não despreze os tesouros que Deus oferece com tanta abundância. Mas esteja alerta, vigilante, proativa, no ensino convicto e fiel da mensagem do evangelho.

Viver de modo automático tem sido prejudicial para a vida espiritual de muitas pessoas e um grande desafio para a igreja de Cristo. No entanto, há uma boa notícia: pelo batismo, vivemos em Cristo – enraizados e edificados em Cristo, e recebemos dele tudo o que precisamos para que não mais sejamos como crianças, arrastados pelas ondas e levados de um lado para outro por qualquer vento de doutrina (Ef 4.14).

Que Deus nos guarde nessa fé e nos conceda, pela ação do Espírito Santo, um ardente desejo de ouvir, ler, conhecer, guardar e praticar a sua santa Palavra.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Veja também

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Enchente no RS provoca mudanças no Simpósio de Missão

Programação do Seminário Concórdia será reduzida e online. Inscrições podem ser feitas até o dia 21 de junho

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase