ALAS recebe título de Utilidade Pública em Vitória, ES

No dia 24 de setembro, a Associação Luterana de Assistência Social (ALAS) recebeu o título de Utilidade Pública Estadual em Vitória, ES. O cerimonial cívico e religioso foi realizado na Congregação Evangélica Luterana Redentor, com a presença
do deputado estadual Adilson Espindula, autoridades eclesiásticas, filantrópicas e governamentais. 

Devido à pandemia, o evento teve a restrição de pessoas no local e foi transmitido pela página do Facebook da ALAS (assista aqui). Segundo o capelão da ALAS,
pastor Danilo Fach, a Utilidade Pública Estadual significa muito para a ALAS e a IELB. “É um processo longo de pesquisa, esforço, trabalho, investimento e programa de ação social. E a Utilidade Pública é o reconhecimento pelo Estado que a instituição
é capaz de administrar com competência, honestidade, transparência e fidelidade às demandas e seus recursos sociais, financeiros e patrimoniais”, afirma o pastor Danilo. 

A ALAS tem por objetivo promover a proteção à família, maternidade, infância, adolescência, velhice e às pessoas portadoras de deficiência e promover a assistência gratuita a saúde e educação, através de suas ações e projetos sociais. São eles:

– Casa de Apoio Bom Samaritano;

– Capelania Hospitalar;

– Acreditar e Creditar;

Conheça mais sobre o trabalho da ALAS aqui

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Veja também

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).

O que alimenta nossa fé?

Esse foi o tema do Congresso de Servas e Leigos do DIVALI