Corais luteranos celebram a Páscoa de forma virtual

Todos nós gostamos de ir ao culto ouvir a Palavra de Deus. Mas um culto com uma bela música nos traz uma imensa alegria e renova a nossa fé.

O Coral Luterano Redentor, de São Paulo, SP, teve a ideia de gravar um vídeo de uma das músicas que estavam sendo ensaiadas para a celebração de Páscoa, e que seriam transmitidas durante o culto de Páscoa da congregação e enviadas também às famílias do Colégio Luterano São Paulo, como mensagem de Páscoa (assista aqui).

A ideia da gravação surgiu após um ensaio virtual, em virtude da impossibilidade dos ensaios presenciais. Ao longo do ano, o coral se organiza para participar em cultos da congregação e atividades especiais do colégio.

Composto por voluntários, membros da CEL Redentor, professores e funcionários do Colégio Luterano São Paulo, o coral conta com o auxílio da professora Amarílis Coev, e seu marido, Rogério Pefi, na preparação vocal e regência.

Em Porto Alegre, RS, o Coral da Congregação São Paulo teve a mesma ideia para que todos estivessem mais próximos neste momento de pandemia. Sob regência do violinista Dérick Jagnow, foi enviado aos coralistas uma trilha de referência, metrônomo e vozes separadas para que todos tivessem uma base e gravassem os vídeos de seus celulares. Segundo Dérick, foi uma forma diferente de reunir e congregar todo o grupo (assista aqui).

A Congregação Evangélica Luterana Cristo Redentor, de Palmas, TO, também aproveitou a oportunidade para louvar a Deus no final do culto virtual realizado no dia 18. Cada um em sua casa, mas o resultado foi lindo (assista aqui).

Cada localidade está usando sua criatividade e equipamento disponível para seus cultos e estudos virtuais. Compartilhe conosco o que sua congregação tem realizado neste período de isolamento social. Envie as informações para o e-mail [email protected].

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Veja também

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).

O que alimenta nossa fé?

Esse foi o tema do Congresso de Servas e Leigos do DIVALI