Culto Cantate celebra os 100 anos do Hinário Luterano

“Lembrar hinos do passado é nos unir à igreja de Cristo, que é uma só em todos os tempos, épocas e lugares; na mesma fé que nos une como ‘comunhão dos santos’, conforme confessamos no Credo”, expressa o pastor e professor Raul Blum.

Em 1920, surgiu o primeiro hinário em português na IELB. O Hymnos e Orações foi elaborado para ser usado, inicialmente, na missão em Lagoa Vermelha, RS. Esse pequeno hinário, de 36 hinos, serviu como embrião do que é hoje o Hinário Luterano da Igreja Evangélica Luterana do Brasil.

O 54º Culto Cantate, que teve como tema “A Palavra de Deus ensinada através dos hinos”, celebrou o centenário do Hinário Luterano, reunindo 61 instrumentistas (flautas doces, flautas transversas, clarinetas, trompetes, sax alto, sax tenor, trombone, violinos, violas, violoncelos e teclados), 10 solistas, e a União Coral, formada por nove coros, somando 126 coristas. Além disso, mais de 700 pessoas prestigiaram o evento, realizado no Seminário Concórdia, em São Leopoldo, RS. O evento foi transmitido online e pode ser acessado através do link: https://abre.ai/cultocantate

O 54º Culto Cantate

Para essa celebração centenária foi composta a Cantata do Hinário Luterano, que tem como fio condutor o hino de Martinho Lutero “Vós, crentes, todos, exultai” que é, na verdade, a trajetória que Lutero passa pelo terror da lei de Deus até a descoberta do evangelho salvador, que é nosso mediante a fé em Jesus Cristo.

No 54º Culto Cantate foram apresentados hinos que há cem anos eram cantados em Lagoa Vermelha e, depois, em outros lugares, até nossos dias. Mas um hinário cristão também tem espaço para novas composições, que foram feitas mais recentemente e que integram o atual Hinário Luterano.

A Cantata do Hinário Luterano, além de hinos do Hinário Luterano, tem partes que ligam os hinos com árias, recitativos, duetos e solos compostos pelo pastor Mateus Leonardo Lange. O roteiro da cantata é dos pastores Raul Blum e Vilson Scholz.

A organização

A preparação para o Culto Cantate do Seminário Concórdia inicia no ano anterior, com novas composições, arranjos corais e orquestrais. Logo depois, as partituras são enviadas aos instrumentistas e também aos coros, que vão integrar a União Coral. Neste ano, participaram os coros de congregações de Campo Bom, Dois Irmãos, Novo Hamburgo, Cachoeirinha, São Leopoldo, Canoas e Porto Alegre, todas cidades do Rio Grande do Sul.

É realizado apenas um ensaio geral, que ocorre no mesmo dia do Culto Cantate. A parte inicial do ensaio geral ocorre em dois grandes grupos separados: orquestra e união coral. Depois, juntam-se os dois grandes grupos para o ensaio final.

“É de se admirar a dedicação dos maestros, dos instrumentistas, dos solistas e dos coristas. Tudo exige um grande preparo, já em sua casa ou congregação. Tivemos instrumentistas de cidades próximas ao Seminário, mas também de todo o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal, Goiás e até um músico dos Estados Unidos”, afirma pastor Blum.

Segundo ele, a dedicação e interesse por um Culto Cantate se explica a partir de nossa regeneração em Cristo: fomos batizados, trazidos para o Reino de Deus e, por isso, somos motivados a transmitir a Palavra de Deus através do canto acompanhado de instrumentos. Este é o ponto principal: a Palavra de Deus nos impulsiona a buscarmos refúgio, conforto, divulgação e expressão em arte da salvação na qual fomos inseridos.

Oração Geral

Textos do Hinário Luterano

Pastor David Karnopp

Vacaria, RS

Ó Deus, eterno Protetor, ajudador fiel, com prece nos lábios, a ti nós chegamos. Estamos certos de que ninguém nos amou como Cristo Jesus. A ti, Senhor, cantar queremos, porquanto não há nenhum outro Deus.

Ó eterno e santo Deus, abençoaste-nos visivelmente, chovendo teus dons torrencialmente. Maravilhados, vemos os grandes feitos da tua mão. Fizeste o mundo em que vivemos com carinho e todo amor. E o mundo é teu Senhor, embora exista o erro e o mal, és tu a governar. E cremos que, com grande potência governas. E no mundo estamos, mas dele não somos, onde os dias tão breves se vão qual vapor. Daqui aguardamos novo céu e nova terra, a pátria dos remidos.

Bendito Jesus! Divino Pastor! Abandonaste a tua glória, por amor ao Pai Gracioso, e vieste ao mundo em teu amor profundo, para nascer num berço de palhas na pequena vila de Belém. E, para obter-nos o resgate, foste pendurado no madeiro. Quiseste assim, para livrar-nos do cativeiro.

Agradecemos-te, ó Jesus, porque morreste lá cruz. Vitorioso ressurgiste, sobre a morte és vencedor. A vitória conquistaste, e agora podemos festejar a linda Páscoa do Senhor. A ti rendemos glória e honra como a mais ninguém. De coração te agradecemos, por toda a graça que de ti obtemos

Espírito Divino, nobre Ensinador, vem sobre nós repousar, ó real Consolador. Aviva a nossa débil fé, para produzirmos bons frutos. Conforta nosso coração e vem nele morar. Ensina-nos que, “preciosas são horas na presença de Jesus”. Espírito de amor, guia celestial, reveste os teus amados de justiça e luz. Dissipa as nuvens frias, a tristeza, a noite atroz. Guarde-nos em nossa hora extrema.

Santo! Santo! Santo! Deus que és sempre vivo, e és a fonte da bondade. De geração em geração perdura a tua compaixão. Que a tua paz levemos para o lar na escuridão da vida e contra o mal. Que, em todo o momento, a tua paz nos venha dirigir. Queiras, Deus, abençoar, a saída como a entrada. Dá-nos pão e bem-estar, tua ajuda na jornada.

Oramos em nome de Jesus, o Senhor, o Emanuel, o Desejado das Nações e da Igreja o Fundamento. Amém.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Ovelhas geram ovelhas. Pastores apascentam ovelhas

No evangelho de João 10.11,14, Jesus é o “Bom Pastor” que apascenta e gera, espiritualmente, as ovelhas que escutam sua voz e que o conhecem e são por ele conhecidas.

Veja também

Ovelhas geram ovelhas. Pastores apascentam ovelhas

No evangelho de João 10.11,14, Jesus é o “Bom Pastor” que apascenta e gera, espiritualmente, as ovelhas que escutam sua voz e que o conhecem e são por ele conhecidas.

Cheiro de salvação

O texto de 2 Coríntios 2.14 diz assim: “como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas”.

Quem está nas trincheiras ao seu lado?

Quando a gente casa, traz uma bagagem para a vida a dois. Nesta bagagem, estão os valores aprendidos em casa, as experiências de relacionamentos anteriores, nossa profissão talvez, sonhos e desejos.