Em meio à pandemia, boas notícias de Moçambique

Veja aqui mais uma edição do Informativo da Igreja Cristã da Concórdia em Moçambique (ICCM). Além de uma devoção lembrando a situação que todos enfrentamos com o Coronavírus, várias notícias atestam o crescimento da igreja de Deus em Moçambique, apesar da fome e do sofrimentos do povo devido às mudanças climáticas.

O pastor Carlos Winterle, coordenador do Projeto Moçambique, e diretor do Seminário Teológico Luterano em Tshwane, em Pretória, Africa do Sul, informa que, devido à pandemia do Coronavírus, o Seminário de Pretória está fechado desde o dia 18 de março. Apenas quatro alunos estrangeiros permanecem no campus. Os outros foram para casa. Mas permanecem em contato via WhatsApp e e-mail.

“Ajude a divulgar entre seus amigos e familiares e lembre-se de orar e de ofertar por esta missão”, concluiu.

Para saber mais sobre a missão em Moçambique e ajudar nossos irmãos africanos, clique aqui ou entre em contato com o coordenador do FAPI, pastor Airton Schroeder, pelo e-mail [email protected].

Artigo anterior
Próximo artigo

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Veja também

Você já reclamou de um presente dado por Deus?

“Quem vem aí?”, me perguntou uma senhora na saída do culto. Ao responder que era mais um menino, ela disse: “Ah, não!! Tinha que ser uma menina!” Quase sem acreditar no que ouvi, questionei: “Por quê? Não mesmo! Quando Deus envia o presente, a gente aceita com gratidão”.

Dores que fazem crescer

“Feliz é aquele que nas aflições continua fiel! Porque, depois de sair aprovado dessas aflições, receberá como prêmio a vida que Deus promete aos que o amam” (Tg 1.12).

O que alimenta nossa fé?

Esse foi o tema do Congresso de Servas e Leigos do DIVALI