O amor de Deus nas ondas do rádio

Aos 82 anos, o pastor emérito Hilário Linhaus levanta às quatro horas da manhã para falar de Jesus. O que poderia ser encarado como um problema para algumas pessoas, é feito com muita dedicação pelo pastor há 40 anos, na cidade de Afonso Cláudio, ES.

O programa, que começou transmitindo a mensagem do Cinco Minutos Com Jesus, da Hora Luterana, hoje tem duração de trinta minutos, diariamente, às 6h, e, aos domingos, tem mais meia hora de programação, ao meio-dia. Além da mensagem bíblica, música e oração, traz também informações sobre enfermos hospitalizados, notas de falecimentos da região e aniversariantes do dia.

Acompanhe trechos da entrevista realizada com o pastor.

O começo
“O programa iniciou no dia 29 de novembro de 1982, de forma bem peculiar. Além de pastor da congregação, eu era professor em uma escola estadual. O diretor, que ganhou uma licitação para inaugurar uma rádio AM, me perguntou se eu queria fazer um programa na rádio. Logo aceitei e pensei no Cinco Minutos Com Jesus, da Hora Luterana. Eu propus o horário das 6h, que permanece até hoje. Depois incluímos o programa Hora Luterana, aos domingos, com mensagens em português, feitas por mim, em pomerano (na época feitas pelo pastor Nestor Wille), e para as crianças, feitas pela minha esposa Marlene Linhaus. Há 38 anos, o pastor Edgar Buss Leitzke é o locutor oficial das mensagens na língua pomerana”, conta o pastor Hilário.

Financeiro
No início, as paróquias de Serra Pelada e de Afonso Cláudio deveriam assumir o compromisso financeiro de manter o programa na rádio. Mas como logo no primeiro mês funcionou tão bem, os comerciantes da cidade começaram a oferecer patrocínio para transmitir o programa. “A característica mais interessante é que nesses 40 anos só pagamos uma vez um salário mínimo, e, depois, sempre foi de graça para a igreja”.

Notícias hospitalares
Certa vez uma pessoa que morava no interior foi para a cidade buscar a esposa que estava internada no hospital, achando que ela teria alta, mas perdeu a viagem. “Naquela época não tinha telefone. Então o marido, que era ouvinte da rádio, pediu para que eu fosse no dia seguinte pegar as informações no hospital e transmitir durante o programa. Quando eu estava lá, outras duas mulheres, também internadas, pediram que eu também transmitisse os seus estados de saúde, e assim os familiares saberiam”, relembra o pastor.

Depois de uma conversa com o pastor Nestor Wille, hoje já falecido, e com o diretor da rádio, veio a ideia de fazer um boletim com notícias hospitalares. “Comecei a levantar de madrugada, perto das quatro da manhã, passava no hospital e depois ia para o estúdio da rádio, que era próximo. O programa então era mensagem, hino e depois as notícias dos hospitais. Com isso, a audiência aumentou muito”, conta pastor Hilário.

Certa vez o proibiram de entrar no hospital. “Eles achavam que, com isso, eu queria me candidatar a prefeito municipal. Os ouvintes chegaram a fazer um abaixo-assinado, mas que foi descartado quando entreguei à direção da unidade. Um tempo depois, em uma Convenção Nacional da IELB, um pastor de Porto Alegre, RS, me disse que havia uma lei estadual que permitia a entrada de líderes religiosos nos ambientes de saúde. Com uma cópia dessa lei, eu entrei em contato com dois deputados estaduais daqui, que fizeram um projeto de lei, que foi aprovado por unanimidade. Com a lei aprovada pela Assembleia Legislativa, pude retornar a entrar nos hospitais, visitar leitos e também levar as informações necessárias para a transmissão na rádio”, celebra o pastor.

Perdidos e achados
Além das notícias hospitalares e de falecimentos, são anunciados durante o programa itens perdidos, como chaves, documentos e até mesmo animais.
“Nosso programa deveria ter o nome de Perdidos e Achados, porque também é um resumo da mensagem que trazemos ao longo desses 40 anos. As mensagens da Hora Luterana dizem que todos somos pecadores e precisamos de um Salvador, mostrando que todos estávamos perdidos, mas vem a boa nova da Salvação de que fomos achados. Deus, através da obra redentora de Jesus, buscou os perdidos e os achou, e através da obra do Espírito Santo, continua achando cada vez mais pessoas”, resume o pastor.

O programa continua…
“Louvo e agradeço a Deus pela oportunidade que me tem dado ao longo desses 40 anos. Não pretendo parar com o programa, acho que ainda tenho forças para continuar, mesmo com meus 82 anos. Esse programa já faz parte da minha vida. Deus o colocou em minhas mãos e fui atendendo e fazendo. Entendo que, se Deus está me dando forças, eu tenho que continuar.

Jesus ordenou que nós, todos os cristãos, devemos pregar o evangelho a todas as criaturas. Estou fazendo isso na minha maneira simples de ser, mesmo sem grande preparo ou estudos nessa área. É minha forma de falar com essa gente também simples, carente da mensagem do amor de Deus. Acho que é isso que ele quer de mim. Muitas e muitas almas já estão com Jesus porque terminaram sua vida, sempre ouvindo, apesar de estar num leito de enfermidade, o consolo da Palavra de Deus.
Vou continuar fazendo isso enquanto tiver fôlego”, explica.

Comemoração
Mais de 600 pessoas participaram da festa em comemoração aos 40 anos da Rádio Mais FM 88.5 e de transmissão do programa Cinco Minutos Com Jesus. A festa ocorreu no dia 12 de fevereiro e reuniu artistas locais, incluindo o jovem luterano Saulo Holz, que ganhou o Microfone de Ouro no programa Raul Gil, e o Coral Cantares.

Também foram homenageados todos os que fizeram parte da história da rádio, inclusive o primeiro proprietário da rádio, Jorge Rocha, que hoje reside em Santa Catarina.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Veja também

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Enchente no RS provoca mudanças no Simpósio de Missão

Programação do Seminário Concórdia será reduzida e online. Inscrições podem ser feitas até o dia 21 de junho

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase