Servas de Santo Ângelo, RS, celebram 80 anos de atividades

Cerca de 100 pessoas prestigiaram a comemoração no dia 5 de setembro

“Até aqui nos ajudou o Senhor” (1 Sm 7.12). Com o coração agradecido a Deus pelas bênçãos derramadas durante os 80 anos do departamento de Servas da Congregação Sião, de Santo Ângelo, RS, foi realizada, no dia 5 de setembro de 2023, uma celebração comemorativa.

 As servas da comunidade Sião foram prestigiadas com a presença de vários departamentos vizinhos, da cidade de Santo Ângelo e região. Inicialmente, a comemoração aconteceu no templo da congregação, onde foi realizada uma devoção com a participação das servas e dos pastores Paulo Kuck e Flávio Luis Höerlle.

Em seguida, a presidente deu as boas-vindas a todos e, em agradecimento por todo trabalho realizado no decorrer destes 80 anos de bênçãos, realizou uma singela homenagem a todas as servas e presidentes do departamento durante esse período. Após o momento devocional na igreja, deu-se continuidade à celebração no salão da congregação, onde foi servido um gostoso chá. Estiveram presentes em torno de 100 participantes.

“Desejamos que Deus continue nos abençoando e que mais servas venham fazer parte da história desse belíssimo trabalho em nosso departamento”, destacou a presidente Noemi Gehm Krüger.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

Veja também

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

A subjetividade contemporânea do rolar a tela do celular

O Tik Tok passa a predominar e compor o mundo intrapsíquico do ser humano. E tal composição atinge milhões de pessoas, como uma espécie de hipnose pandêmica.

A dolorosa volta para casa

Após 20 ou mais dias, vítimas da enchente no RS começam a retornar aos seus lares para limpeza e reconstrução