Deus despertou Lutero

A edição original de Deus despertou Lutero é de 1902. Desde então, tem sido um “manual” popular sobre a vida e a obra do reformador Martinho Lutero, além de trazer informações gerais sobre o cristianismo e o luteranismo. Escrito por Gustav Just, com um estilo conciso e fluente, o livro tem o mérito de contextualizar a reforma, inserindo-a na história do cristianismo.

Com uma linguagem acessível e clara, o objetivo deste livro é mostrar mais um exemplo de que os caminhos de Deus não são, necessariamente, aqueles que nós escolhemos. Estudar a Palavra de Deus e descobrir que Deus nos ama e nos tira da condição de réus condenados para uma nova situação de salvos foi um marco na vida deste servo de Deus. Daí o título do livro: Deus despertou Lutero. Deus despertou Lutero para boa notícia de que somente a graça (Sola Gratia), somente a fé (Sola Fide) e somente a Escritura (Sola Scriptura) nos justifica e salva, ou seja: há somente um Salvador (Solus Christus).

A Reforma Luterana, datada em 1517, é um marco histórico da ação e intervenção de Deus para a preservação do seu povo aqui na terra, a Igreja Cristã. Para esta edição, lançada próximo a data da celebração dos 500 anos da Reforma, o livro passou por um processo de atualização ortográfica, um novo projeto gráfico e, foi ampliado com alguns pensamentos e recortes de textos de Lutero.

AUTOR: Gustav Just

TRADUÇÃO: Gastão Thomé

FORMATO: 14×21

NÚMERO DE PÁGINAS: 136

Adquira aqui.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Convite à igreja

Assista ao vídeo da presidente da JELB, Dagmara Abigail Figur, e do presidente da IELB, pastor Geraldo Schüler, convidando toda a...

Veja também

Convite à igreja

Assista ao vídeo da presidente da JELB, Dagmara Abigail...

Jó, em meio a desastres naturais

Uma reflexão sobre sofrimento, esperança e superação dos maus conselhos em tempos de sofrimento!

Fé e imigração

Em termos de igreja – IELB, os primeiros missionários vieram dos Estados Unidos, em 1900, para atender primeiramente os imigrantes alemães.