Feliz Dia das mães

Neste dia das mães, é mais um momento especial para a gente recordar dela, a mulher que nos deu à luz, nos trouxe a esse mundo, e ensinou o significado de amor e carinho. Muitas delas que nos ensinaram o caminho do Senhor, e nos trouxeram à família da fé, foram nossas professoras de escolinha bíblica. A equipe do Criança Cristã da Editora Concórdia organizou uma homenagem de Dia das Mães de várias crianças cristãs do Brasil inteiro (acesse aqui).

Na história da igreja, vimos trabalhos admiráveis de mãe. Foi através de uma mãe que Deus realizou o seu maior plano para a humanidade: por meio de Maria nasceu o filho de Deus, Jesus Cristo. E também vale mencionar Agostinho de Hipona, considerado por muitos maior filósofo e teólogo dos pais da igreja da igreja antiga, servindo bastante como base para Lutero. A mãe de Agostinho, Mônica, era cristã. Assim, ele conhece, desde pequeno, sobre a fé cristã e a bíblia, mas ele foi crescendo e se desviando da mesma fé de sua mãe, até que adulto ele seguia uma filosofia religiosa do seu tempo. Mas Mônica não desistiu de seu filho, provando que não há oração maior por um filho do que de uma mãe. Pela oração e, aliada a seu testemunho, quando seu filho já tinha mais idade, Mônica insistiu que um bispo falasse com ele. Este bispo disse: “Impossível que pereça um filho de tantas lágrimas”. Mais tarde Agostinho conhece Ambrósio, um bispo que foi decisivo para sua conversão. Agostinho e suas ideias mudaram o mundo naquele tempo e seus pensamentos continuaram a influenciar o mundo, inclusive os reformadores.

Elas são o presente de Deus em nossas vidas, e o amor de mãe é aquilo mais próximo do amor de Cristo Jesus. Elas nos amam e nos servem, assim como Cristo serve a sua igreja, e não querem nada em troca, a não ser nossa felicidade.

Infelizmente, para muitos, elas não estão mais entre nós. Muitas já partiram e estão no aguardo do nosso Deus. Há também quem não pode arriscar o contato devido a essa pandemia, tanto para protegê-las, a nós mesmos e ao nosso próximo. Mas esse sofrimento que estamos passando é momentâneo e lembremos que Deus está sempre conosco: “Assim como uma mãe consola seu filho, também eu os consolarei; em Jerusalém vocês serão consolados”. (Isaías 66.13)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Veja também

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Missão Feliz, RS, completa 8 anos

A missão iniciou em 2016, com seis pessoas e hoje, já são 29 pessoas ativas e alguns visitantes

Setenta anos, a Igreja em missão em Baixo Guandu, ES

Congregação Da Paz celebrou culto festivo no dia 14 de abril