Mensageiro Luterano de maio de 2020

Ainda em virtude do problema que o país e o mundo estão enfrentando em decorrência do Corona vírus – Covid 19, comunicamos que a edição de maio do Mensageiro Luterano está disponível integral e gratuitamente no site www.mensageiroluterano.com.br. Basta cadastrar seu e-mail.

Tanto a edição de abril quanto a de maio já foram impressas e estão no correio para distribuição. Porém, por causa de todos os problemas que o país vem enfrentando, a distribuição por parte dos correios está sendo feita de forma mais lenta. Assim, ainda pode haver demora para que todos os assinantes recebam as revistas.
Aproveitamos o momento para divulgar a revista oficial da Igreja Evangélica Luterana do Brasil. Artigos, reflexões, estudos e notícias da Igreja em todos os cantos do país estão à disposição para formar e informar aos leitores. Aproveite este momento de quarentena para ler e compartilhar conteúdo cristão e a revista Mensageiro Luterano com amigos e familiares.
Leia, compartilhe, divulgue!
A Editora Concórdia agradece a todos pela compreensão.

Confira alguns destaques da edição de maio:

Um novo jeito de ser Igreja!

Com a quarentena, pastores, membros e a IELB como um todo precisaram se adaptar, se reinventar, buscar novas formas de comunhão e de abastecer as famílias com a Palavra de Deus em forma de estudos, cultos, devoções e louvores. Presenciais ou virtuais. O MENSAGEIRO LUTERANO tem acompanhado uma quantidade imensa de novas e belas ações neste sentido. Buscamos alguns depoimentos de pastores e congregações sobre estas ações pelas diferentes cidades brasileiras.

Alegrias e desafios de ser família em quarentena

Os desafios de pais e mães já não são fáceis em tempos normais. Em tempos de coronavírus, pandemia e quarentena, eles podem se multiplicar. Conciliar trabalho, casa, escola e crianças e ainda encarar o fato de fazer tudo isso em um momento em que as tensões estão à flor da pele, pode ser bem desafiador. Conversamos com algumas famílias que nos contaram como estão vivendo este tempo de quarentena e pandemia. Quais são as alegrias e os desafios de ser e estar em família neste momento?

Onde está Deus nessa pandemia?

Por que Deus permite isso? Uma resposta para as desgraças a partir do livro de Jó. Ao se ler o livro de Jó, o maior perigo é a “versiculite”, ou seja, a prática de ler sempre e apenas versículos isolados. Quem fizer isso pode acabar com doutrina falsa.

Lutero em meio à pandemia

A atual pandemia do coronavírus ou COVID-19 traz à lembrança a maior de todas as pandemias que já assolou a humanidade: a peste negra, ou simplesmente a peste, do século 14. Embora existam enormes e evidentes diferenças entre aquele século e o nosso, também se constatam surpreendentes semelhanças, especialmente, mas não só, nas atitudes das pessoas diante da doença.

A criança “malcriada”

Criança malcriada: Se refere à criança ou aos pais? A criança está sendo mal criada pelos pais, criada sem limites, sem educação, ditando as regras do jogo. Muitas crianças tendem a desafiar os pais para ver até onde podem ir, qual é o limite. E se não é imposto um limite, a criança vai cada vez mais longe, impondo a sua própria vontade.

Mensageiro das Crianças

No Mensageiro das Crianças você vai conhecer a história de Noé. Lembra dele? Venha relembrar a história de Noé, sua família e o grande barco em que eles viveram.

Assine o Mensageiro Luterano aqui
Leia o Mensageiro Luterano aqui

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Veja também

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Missão Feliz, RS, completa 8 anos

A missão iniciou em 2016, com seis pessoas e hoje, já são 29 pessoas ativas e alguns visitantes

Setenta anos, a Igreja em missão em Baixo Guandu, ES

Congregação Da Paz celebrou culto festivo no dia 14 de abril