O diálogo pastoral

O ministério pastoral possui diferentes áreas de atuação. O aconselhamento é uma delas. Pastorear o povo de Deus também significa aconselhá-lo em suas necessidades espirituais e emocionais.

Este estudo pretende explorar o aconselhamento cristão como sendo um processo de comunicação interpessoal, tendo três pressupostos como base. O primeiro é que princípios de comunicação necessariamente estão presentes no processo de aconselhamento cristão e determinam sua natureza como um processo comunicativo. Não é possível pensar no processo do aconselhamento sem considerar o processo de comunicação que está presente.

Um segundo pressuposto é que o conselheiro cristão é um comunicador. Ele é o mensageiro de Deus. Deus é a fonte primária da mensagem cristã. Deus utiliza o conselheiro como seu instrumento para comunicar a sua palavra às pessoas. Assim, o conselheiro não pode ser um mensageiro de Deus sem ser um comunicador dele. Como ministro religioso, ele não pode não comunicar; seu ministério é caracterizado e desenvolvido através de contínuos atos de comunicação.

O terceiro pressuposto é que a comunicação do conselheiro pode ser eficaz ou ineficaz, e que os resultados positivos ou negativos afetam o processo de aconselhamento. Por isso, é necessário que o conselheiro encontre maneiras de aprimorar a eficácia da sua comunicação, a fim de ser mais eficaz em seu aconselhamento.

Esse objetivo tríplice é discutido neste livro em três partes. A primeira e a segunda apresentam alguns fundamentos do aconselhamento e da comunicação. Elas servem de base para a terceira parte.

A terceira parte discute a natureza comunicativa do aconselhamento cristão. Ela aborda o aconselhamento cristão como um processo comunicativo, um relacionamento comunicativo, uma comunicação dialógica e uma proclamação comunicativa. O objetivo, nesta parte, é ver o processo de aconselhamento como uma atividade ministerial que envolve princípios de comunicação bem-definidos. Além disso, é apresentada uma série de orientações, com o propósito de aprimorar a eficácia comunicativa do ministro.

O objetivo geral deste estudo não é realizar uma abordagem técnica tanto do aconselhamento cristão como da comunicação, mas ser prático, ou melhor, pastoral. O olhar está sobre o ministro religioso enquanto atua como comunicador em um processo de aconselhamento. Esta preocupação justifica a presença de uma extensa série de sugestões práticas.

AUTOR: Dieter Joel Jagnow

FORMATO: 14 x 21cm

NÚMERO DE PÁGINAS: 128

Adquira aqui

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Ovelhas geram ovelhas. Pastores apascentam ovelhas

No evangelho de João 10.11,14, Jesus é o “Bom Pastor” que apascenta e gera, espiritualmente, as ovelhas que escutam sua voz e que o conhecem e são por ele conhecidas.

Veja também

Ovelhas geram ovelhas. Pastores apascentam ovelhas

No evangelho de João 10.11,14, Jesus é o “Bom Pastor” que apascenta e gera, espiritualmente, as ovelhas que escutam sua voz e que o conhecem e são por ele conhecidas.

Cheiro de salvação

O texto de 2 Coríntios 2.14 diz assim: “Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas”.

Quem está nas trincheiras ao seu lado?

Quando a gente casa, traz uma bagagem para a vida a dois. Nessa bagagem, estão os valores aprendidos em casa, as experiências de relacionamentos anteriores, nossa profissão talvez, sonhos e desejos.