Como será a segunda vinda de Jesus?

A Sagrada Escritura assegura que Cristo voltará. A volta de Cristo já faz parte da futura história do universo. Jesus prometeu: “[…] Não fiquem aflitos. Creiam em Deus e creiam também em mim. Na casa do meu Pai há muitos quartos, e eu vou preparar um lugar para vocês. Se não fosse assim, eu já lhes teria dito. E, depois que eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e os levarei comigo para que onde eu estiver vocês estejam também. E vocês conhecem o caminho para o lugar aonde eu vou” (João 14.1-4 – NTLH).

Qual é o propósito da volta de Jesus?

Há uma clara distinção entre a primeira e a segunda vida do Senhor:

Na primeira, ele vem para salvar a humanidade. Nasce humilde, assume a forma de ser humano, cumpre toda a lei de Deus, entrega-se à morte para pagar a nossa culpa pelo pecado e ressuscita triunfante e glorioso. Instituiu o ministério da pregação da Palavra, visando a proclamação do evangelho para a salvação de todos os que se arrependem e creem em Jesus. Deus delegou aos cristãos e à igreja a missão de chamar o povo ao arrependimento e à fé no Senhor. Após a sua presença visível aqui na terra, Jesus voltou para o céu e assumiu o governo do universo e preparou “um lugar nos céus para vocês”.

Na segunda, ele vem para julgar a humanidade. Cristo virá como juiz para “julgar vivos e mortos”. O salmista afirma: “Folgue o campo e tudo o que nele há; regozijem-se todas as árvores do bosque, na presença do Senhor, porque vem, vem julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, consoante a sua fidelidade” (Sl 96.12,13). Nesta vinda, Jesus se apresentará em glória, majestade e esplendor (Leia Mt 24.29-31).

O apóstolo Paulo escreve: “Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo” (2Co 5.10).

Qual será a situação dos que morreram sem Cristo?

A Bíblia Sagrada informa como será a situação dos que morreram com Cristo e os que morreram sem ele: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” (Lc 16.15 e 16).

Jesus afirma: “Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo” (Jo 5.28 e 29).

O profeta Daniel também escreveu sobre o destino dos que irão ressuscitar:“Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno” (Dn 12.2)

Jesus voltará, sim. Quando? Deus não revelou o dia e a hora. Porém, deixou claro que todos os mortos ressuscitarão, os que morreram com Cristo e os que morreram sem fé em Jesus. Naquele dia haverá um grande julgamento:

· Os cristãos irão para sempre com o Senhor para os novos céus e a nova terra, prometidos por Jesus.

· Os descrentes, para a condenação eterna no inferno, como indicam os textos citados.

Deus não quer a condenação de ninguém. O Pai “Amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16).

Deus quer poupar a humanidade do terrível sofrimento eterno. Ele clama: “Ó terra, terra, terra! Ouve a palavra do Senhor” (Jr 22.29), e convida: “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mt 11.28).

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Veja também

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Enchente no RS provoca mudanças no Simpósio de Missão

Programação do Seminário Concórdia será reduzida e online. Inscrições podem ser feitas até o dia 21 de junho

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase