A palavra de Deus transforma a vida social e espiritual

A educação teológica é muito preciosa para nós, luteranos. Por meio da educação, do ensino da igreja, que se fundamenta na Palavra de Deus, seguimos a orientação de Cristo em Mateus 28.20: “ensinando-os a obedecer a tudo o que tenho ordenado a vocês. E lembrem disto: eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos.”

A Igreja Cristã da Concórdia em Moçambique (ICCM), em parceria com a IELB e o Programa de Teologia por Extensão do Seminário Concórdia, de São Leopoldo, RS, tem trabalhado com objetivos claros de estruturar e fortalecer teologicamente os pastores.

Em maio de 2022 houve a graduação de 15 novos pastores em Moçambique, mais um que foi recebido por colóquio. Somando, hoje temos 22 pastores em atividades pastorais. Há muito a fazer! A teologia da cruz, da graça de Deus em Cristo Jesus, tem terra fértil para o crescimento do reino Deus em solo moçambicano.

Desafios para a formação e unidade
Com o trabalho dos pastores já ordenados, muito tem sido feito. Agora estamos trabalhando para oferecer imediatamente mais um módulo de teologia. Temos o compromisso para formar uma liderança sólida e forte, conhecedora da Palavra de Deus e de sua dimensão prática. Há 139 congregações formadas, onde líderes e os atuais e os futuros pastores têm conduzido os cultos. Há muito o que fazer, e há pessoas querendo receber treinamento. E os recursos para esse trabalho vêm somente por meio de doações diretamente destinadas para essa finalidade. Por isso, suas doações sempre são importantes.

A liderança leiga busca conhecimento com a leitura da Bíblia e o estudo do Catecismo Menor de Lutero, que também está sendo ensinado para as crianças nas escolas bíblicas em vários locais.

Liturgia Luterana
A igreja em Moçambique, assim como no Brasil, mantém sua unidade na Palavra pregada. A impressão da Liturgia Luterana nas línguas chisena, shona e português também fortalece a unidade da jovem igreja. Citamos três línguas, mas cabe lembrar que Moçambique tem cerca de 30 milhões de habitantes para 43 línguas oficiais, sem considerar os dialetos. Além disso, há um alto índice de analfabetos, chegando a 65% em algumas zonas rurais. O contato com a língua portuguesa dá-se especialmente nas escolas. Nas grandes cidades, o português é falado por aproximadamente 80% da população. Já no interior do país, a situação é invertida, e 80% fala a língua nativa, que em parte é mesclada com o português. Há também quem não considere a língua portuguesa como língua nacional. E ainda, por influência do exterior, por meio de ONGs como Médicos Sem Fronteiras e outras organizações, os jovens já têm gostado mais da sonoridade da língua inglesa, a qual lhes abre maiores oportunidades.

A liturgia luterana exerce um papel muito importante para a unidade da igreja no modo de condução dos cultos e no meio dessa diversidade de línguas. A liturgia, revisada para a realidade local, permite uma metodologia mais homogênea. Talvez você se pergunte: Como, então, estão sendo conduzidos os cultos? Resposta: a liturgia foi traduzida e adaptada inicialmente pelo fundador da missão, pastor Joseph Alfazema, e é usada nos cultos desde o começo da missão. O que foi feito em 2022 foi ampliar o número de liturgias traduzidas e produzir o livro impresso. Um estudo bíblico que demonstra o embasamento das partes litúrgicas também está no livro. Coisas simples, mas de importância ímpar para uma igreja jovem com um crescimento constante, tornam o trabalho sólido para equipar e permitir maturidade de fé e doutrina.

Sumário da Doutrina Cristã

O pastor Abel Domingos Limpeza Sifa – pastor e secretário da ICCM, traduziu o Sumário da Doutrina Cristã para a língua chisena. Este trabalho foi apoiado com recursos da Lutheran Heritage Fundation (LHF), organização luterana dos Estados Unidos, que apoia a tradução de literatura luterana de qualidade para diversos países. O Sumário é poderoso aporte teológico em língua chisena e irá fortalecer os pastores e líderes da ICCM. Pelas informações, esse é o primeiro livro do gênero em língua chisena, e seu conteúdo é confessional luterano, o que certamente fará a igreja confessar com o salmista: “Como eu amo a tua lei! Penso nela o dia todo. O teu mandamento está sempre comigo e faz com que eu seja mais sábio do que os meus inimigos. Eu entendo mais do que todos os meus professores porque medito nos teus ensinamentos. Tenho mais sabedoria do que os velhos porque obedeço aos teus mandamentos. Não tenho andado pelos caminhos da maldade, pois quero obedecer à tua palavra. Não tenho deixado de cumprir as tuas ordens porque és tu que me ensinas. Como são doces as tuas palavras! São mais doces do que o mel. Por meio das tuas leis, consigo a sabedoria e assim detesto todos os caminhos da mentira. A tua palavra é lâmpada para guiar os meus passos, é luz que ilumina o meu caminho” (Salmo 119.97-105).

QUAL O RESULTADO DA FORMAÇÃO TEOLÓGICA?
Hoje, dentre as igrejas no país, a ICCM se destaca pela sua firmeza teológica na qual os pastores foram e estão sendo instruídos. Isso é reconhecido inclusive por organizações governamentais. Os nossos pastores têm sido convidados a conduzir os devocionais em momentos promovidos pelas autoridades governamentais de Moçambique. Sem, no entanto, perder a distinção entre Estado e Igreja.

A questão das ofertas
A igreja enfrenta muitas dificuldades, especialmente na área financeira, pois ainda a fome é o problema principal dos moçambicanos. Mesmo assim, os pastores, líderes e membros são incentivados a serem ofertantes, mesmo com os poucos recursos existentes. Já existe um crescimento nas ofertas, mas é insuficiente para manter e desenvolver o trabalho. Trabalha-se com a prerrogativa que a ICCM deve ser uma Igreja moçambicana autossustentável. Enquanto isso, nós, brasileiros, somos chamados a suprir as necessidades. As nossas ofertas e doações ajudam a equipar a igreja e os cristãos. Estamos comprometidos com a capacitação e a formação teológica enviando nossos pastores e professores. Também abrir novos pontos de pregação e alcançar outras províncias necessita das nossas doações. Os dados da própria ICCM apontam para uma membresia de nove mil famílias, somando mais de 40 mil fiéis. Todos precisam do evangelho na sua localidade e língua. As crianças precisam de instrução adequada, assim como os jovens, leigos e servas carecem da Palavra. Todos esses irmãos são motivos de oração e alegria, porque o evangelho está transformando suas vidas.

AGRO-LUTERO e DORCAS – DESENVOLVIMENTO SOCIAL

A igreja vem desenvolvendo trabalhos sociais. O AGRO-LUTERO é um trabalho que melhora significativamente a vida das pessoas participantes. A produção agrícola é fundamental na qualidade alimentar e na renda familiar. Vários grupos estão atuando, de diferentes idades, beneficiando inúmeras famílias. Além de alimentos, o Agro-Lutero ajuda as pessoas desenvolver vida em comunidade como filhos transformados por Cristo Jesus.
Em novembro de 2020, em meio à pandemia, começou o Projeto Dorcas, que confecciona roupas para serem vendidas. É uma oportunidade para as mulheres terem o seu rendimento. Como resultado da reunião de encerramento e avaliação das atividades de 2022, o pastor Abel D. L. Sifa enviou a seguinte mensagem: “Além de agradecer os doadores e parceiros da ICCM que tanto ajudaram na concretização deste trabalho e apresentar as estatísticas do desenvolvimento do grupo, também foram apresentadas as dificuldades que o grupo está a encarar e desafios futuros. Quanto às dificuldades, o grupo apresentou a insuficiência das máquinas e materiais de costuras, meios de transporte para facilitar na venda dos seus produtos a outros locais distantes onde o produto é mais necessitado, insuficiência de espaço qualificado para a prática desta atividade etc. Como desafios, o grupo relembrou a expansão do projeto para outras províncias, onde as mães das outras providências vão envolverem esta atividade de costura nas suas igrejas; a troca de experiências com outros grupos de mães de costura, de preferência das nossas igrejas irmãs (se for possível uma visita das mães da Liga das Servas Luterana do Brasil – LSLB ou outras); mobilizar outras mães a participar no projeto Dorcas para o ano que vem e etc.”

Ainda temos muito a compartilhar, mas trazemos esses pontos por considerar que são fundamentais, além da construção de igrejas de alvenaria, para auxiliarmos a igreja de Moçambique e vivermos como irmãos unidos pela Palavra e pelo amor de Cristo.

Ciclone Freddy
Enquanto estamos escrevendo este artigo, Moçambique está sendo assolado pela segunda vez pelo mesmo ciclone. As notícias nos deixam tristes. O líder da cidade da Beira, Antônio Quembo, escreveu dia 14/03/2023: “Boa noite pastor André. Aqui na Beira quanto ao ciclone Freddy, desta vez não passou daqui. Apena estamos a sofrer com as cheias. E por seguinte os povoados de Matema onde que o Rev. Horácio Jalene Souza, é pastor, neste momento os crentes daquela comunidade encontram-se mal devido o rio Puze, encheu muito e muitos animais tipos cabritos, porcos e aves foram levados com a água. E de salientar que todos desta zona de Matema, hoje por excesso de água, refugiaram para a Escola Primária Completa de Kapasseni. Todas machambas estão bem inundadas com água, creio que não conseguir tirar comida porque todo milho já está apodrecendo nas machambas. Tem os outros que se encontram nas árvores, a esperando as águas baixar. E os que vive em Magagade, Tchetcha e Deve neste momento estão a vivendo na linha de caminho de Ferro de Moçambique.”

Fica um convite a você que lê este artigo, compartilhe-o com seus amigos, departamentos e distritos. Pense com carinho em colocar nos seus planos, além das súplicas, as suas doações para Moçambique. Você pode enviar sua doação a qualquer conta publicada no Mensageiro Luterano, informando o destino da sua doação para [email protected]

Coordenação do Projeto Moçambique
O vice-presidente de Ação Social da IELB, pastor Airton Scheunemann Schroeder, também coordenador de projetos, assumiu, desde janeiro de 2023, a coordenação do Projeto Moçambique, junto com os demais projetos da IELB. O Seminário Concórdia, de São Leopoldo, coordena a formação teológica na pessoa do pastor e prof. Leonídio Schulz Görl – coordenador da ETE. O pastor André B. Plamer, pastor da IELB em Macapá, AP, atua como assistente da coordenação e tem auxiliado na revisão de traduções para publicações.

Coordenador
Em nome da Diretoria Nacional da IELB, agradecemos ao pastor dr. Carlos Walter Winterle por atuar de forma direta, desde o início do apoio da IELB a Moçambique, trabalhando como elo entre as duas igrejas. A estruturação da ICCM e a formação das duas turmas de pastores dão à jovem igreja condições para trabalhar.

Gratidão a todos os que durante todos esses anos sustentaram o Projeto Moçambique, e a súplica a Deus para que continue suprindo o projeto com orações e doações do seu povo fiel. Da mesma forma, gratidão aos pastores e líderes da ICCM que sempre acolheram o apoio e a liderança da IELB e das igrejas parcerias de Moçambique. Neste momento, meu pedido pessoal é por orações e apoio neste novo desafio para o qual conto com a participação e a experiência de todos. Pessoas deixam e outras assumem, mas o compromisso, o desafio e o privilégio da IELB é o mesmo. (Airton S. Schroeder)

Gratidão ao pastor Carlos Winterle
Querido pastor Carlos Walter Winterle, irmão na fé e companheiro de trabalho, escrevo com sentimento de gratidão. Gratidão pelo trabalho realizado e confiança nas tomadas de decisões, as quais sempre juntos discutimos e tomamos. Desde 2013 que formamos uma boa parceria de trabalho como servos de Deus. Sou imensamente grato pelo carinho e ensinos aprendidos do senhor com sua vasta experiência. Contudo, fez questão de compartilhar e discutir sempre o que era melhor para Moçambique e, naturalmente, para o reino de Deus. Sim, em muitos casos, foram decisões tensas, que foram tomadas sobre os joelhos em oração para recebermos o auxílio de Deus Espírito Santo, que nunca desampara os seus. Foi um tempo de trabalho em que a graça de Deus nunca nos faltou; pelo contrário, sempre nos foi dada em abundância. Rogo a Deus para que a misericórdia de Deus alcance todos os dias ao senhor e à sua amada esposa dona Lídia. VALEU! Sei que o senhor continuará ajudando onde e quando necessário.

Também reforço que, sob a bondade de Deus, continuo ansioso em ver o trabalho da pregação da Palavra de Deus expandir-se em Moçambique. Como tenho dito e não tenho medo de repetir: “Moçambique –Terra fértil para o Evangelho”. Agora, nesta caminhada, seguimos juntos com o pastor Airton e com o professor Leonidio, nos apoiando em tudo quanto for necessário para o crescimento e o testemunho da salvação em Moçambique. Temos grandes desafios, mas continuamos sob a confiança de que a GRAÇA DE DEUS NOS BASTA, e nós, os seus servos, estamos a seu dispor. Digo como o profeta Isaías: “Em seguida, ouvi o Senhor dizer: – Quem é que eu vou enviar? Quem será o nosso mensageiro? Então respondi: – Aqui estou eu. Envia-me a mim!” (Is 6.8). Rogamos a Deus que nos mantenha na sua presença e nos envie a cumprir com fidelidade o seu chamado. Também contamos com o seu apoio, seja por meio das orações ou das ofertas, mas com a finalidade de produzir bênçãos em Moçambique. Um provérbio popular diz: “Se quiser ir rápido, então vá sozinho; mas se quiser ir longe, então vamos juntos”. Se é assim na compreensão humana, imaginem fazer essa caminhada com Jesus. Com ele, além de ir longe neste mundo, vamos para os céus, que é nossa herança em Cristo”. (André B. Plamer)

Pastores André Plamer e Airton S. Schroeder

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Veja também

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Enchente no RS provoca mudanças no Simpósio de Missão

Programação do Seminário Concórdia será reduzida e online. Inscrições podem ser feitas até o dia 21 de junho

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase