Exercício da gratidão

Agradecer a Deus é relembrar as bênçãos que nos fizeram ser quem hoje somos, que nos colocaram onde hoje estamos

Uma das marcas que o tempo sombrio de uma pandemia nos deixou é um cuidado maior com a saúde mental. É preciso cuidar com o que pensamos e como enfrentamos as dificuldades de cada dia para que não sejamos engolidos por nossas próprias ansiedades e aflições. Para um relacionamento saudável com tudo aquilo que nossa mente absorve, tem-se incentivado o exercício da gratidão. A ideia é que paremos na correria do dia a dia para lembrar que há muitos motivos que nos fazem agradecer. Assim, mesmo em meio a um dia difícil, vamos reconhecer que a vida é boa.

O exercício da gratidão pode, sim, tornar a vida mais leve. Porém, este exercício será muito mais profundo e trará uma paz proporcional a esta profundidade quando soubermos a quem agradecer. Afinal, a quem agradecemos pelos pássaros que cantam, pelas pessoas que nos amam, pela saúde de poder levantar da cama e ter condições de seguir a rotina? O exercício de gratidão não pode ter um fim em si mesmo. Nossa gratidão tem um endereço certo: o SENHOR Deus.

Nisso, o salmo 77.11 nos ajuda: “Ó SENHOR Deus, eu lembrarei dos teus feitos maravilhosos! Recordarei as maravilhas que fizeste no passado”. Ser grato é lutar contra uma perigosa amnésia em relação à nossa história. Agradecer a Deus é relembrar as bênçãos que nos fizeram ser quem hoje somos, que nos colocaram onde hoje estamos. Por isso, neste final do mês de novembro, quando celebramos o Dia de Ação de Graças, faça uma pausa. Resgate as bênçãos de Deus na sua história. E agradeça. Agradeça a Deus. Reconheça-o como mantenedor do seu viver e do que você é.

Este exercício de gratidão para com o Senhor Deus acalma nosso coração diante das ansiedades do hoje e do amanhã. Recordar nossa história é uma forma pedagógica de sermos ensinados de como o SENHOR é misericordioso. Como ele cuidou de tantas dores e aflições nos nossos dias que se foram, assim ele também cuidará de tudo aquilo que pesa hoje em nosso coração. Nosso passado nos ensina a confiar nos cuidados de Deus.

O processo da gratidão se torna completo quando lembramos de algo que aconteceu muito antes de nascermos. Viajando até a cruz de Jesus e também ao seu túmulo vazio, vamos ter o principal motivo para agradecer. O sacrifício do Salvador em nosso lugar. O perdão dos pecados. A vida eterna assegurada a todo aquele que nele crer. A ressurreição dos mortos e o novo céu e a nova terra. Com Cristo, nossa gratidão fica completa.

Então fica a dica: “Deem graças a Deus, o SENHOR, porque ele é bom; o seu amor dura para sempre” (Salmo 136.1). Agradecer é resgatar a ação de Deus sobre nossa história. Agradecer nos faz ver que a vida, apesar das aflições, é boa e digna de ser bem vivida.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Acolhimento e solidariedade aquecem o povo gaúcho

Com a chegada das baixas temperaturas, vítimas da enchente recebem ajuda de todo o país

Veja também

Acolhimento e solidariedade aquecem o povo gaúcho

Com a chegada das baixas temperaturas, vítimas da enchente recebem ajuda de todo o país

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Enchente no RS provoca mudanças no Simpósio de Missão

Programação do Seminário Concórdia será reduzida e online. Inscrições podem ser feitas até o dia 21 de junho