Comunicado de falecimento do pastor emérito Jacksonn Thadeus Coelho

É com profunda tristeza, mas também louvor e gratidão, que a Diretoria Nacional da IELB comunica o falecimento do pastor emérito Jacksonn Thadeus Coelho, ocorrido nesta segunda-feira, 28 de novembro, no Hospital do Amor, em Barretos, SP, após longa batalha contra o câncer. Pastor Jacksonn alcançou a idade de 41 anos, 4 meses e 19 dias.

A cerimônia de despedida será nesta terça-feira, dia 29 de novembro, no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Campo Grande, MS, com início às 9h40 e término às 16h, na Capela. Após, a despedida seguirá para a cerimônia de cremação.
Deixa enlutados a esposa Luciana Eidam Coelho, o filho Pedro, 11 anos, a mãe Marli de Souza Coelho, os irmãos Jefferson Thadeus Coelho e Jaqueline de Souza Coelho, os sogros (também pastor Egon Eidam), cunhados, cunhadas, sobrinhos e demais familiares e amigos – de perto e de longe.

Que Deus, em sua infinita graça e misericórdia, conforte os corações da família e amigos enlutados, com a certeza da vida eterna pela fé no Salvador Jesus Cristo.

“Combati o bom combate, completei a carreira e guardei a fé.” (2Tm 4.7)

Trajetória

Jacksonn Thadeus Coelho nasceu em 09/07/1981, em Naviraí, MS. Recebeu o Santo Batismo no dia 18/04/1982 e confirmou seu voto batismal no dia 11/12/1994. Formou-se em Teologia pelo Seminário Concórdia de São Leopoldo em 2004. Casou-se com Luciana Eidam no dia 07/01/2005, com quem teve o filho Pedro em 15/03/2011.

Fez estágio em Simões Filho, BA (2003) e atuou como pastor em Santo Ângelo (2004-2010). Também foi coordenador distrital do FAPI do Distrito Mato Grosso do Sul em 2014. Recebeu o título de pastor emérito da IELB na 63ª Convenção Nacional da IELB, em junho de 2022.

Sua curta trajetória pastoral foi marcada pelo seu testemunho público de luta e fé em meio às dores e consequências da doença.

Mensagem da Diretoria Nacional:

Estimados familiares do querido e já saudoso pastor Jacksonn (de forma bem especial, estimada Luciana e estimado Pedro).

Estimados irmãos e irmãs do Distrito Mato Grosso do Sul (de forma especial, estimadas congregações de Campo Grande e Naviraí).

Estimados irmãos e irmãs de toda a IELB.

Nos últimos anos estivemos unidos em oração pelo nosso querido pastor Jacksonn Thadeus Coelho. E Deus ouviu as orações do seu povo. Ele permitiu que o nosso querido irmão permanecesse conosco até o dia 28 de novembro de 2022. Enquanto esteve conosco, fomos confortados pelo seu testemunho de fé, pela sua coragem, pela sua perseverança, pelo seu entusiasmo, pelo seu amor a Cristo, pelo seu amor à Igreja e pelo seu amor à sua família. O seu testemunho de fé e a sua submissão à santa vontade de Deus nos emocionavam e nos confortavam diariamente. Ele nos oferecia tantas coisas boas que tínhamos a sensação que ele deveria permanecer conosco até o fim de nossas vidas.

Mas chegou o momento em que Deus decidiu chamá-lo para junto de si, no céu. E agora nos restam a dor da separação e a saudade de um irmão querido que já não está mais conosco.
Não há palavras humanas que possam explicar o que estamos sentindo. Também não há palavras humanas que possam nos dar um pouco de alento e consolo. No entanto, o Deus que criou, que recriou e que santificou o pastor Jacksonn – e a todos nós – tem as palavras certas para todos os momentos de nossas vidas, também para os momentos em que choramos pela partida de pessoas queridas. Destacamos aqui as palavras de nosso bondoso Deus, escritas através do apóstolo Paulo, em 1Co 15.35-38 e 42-44: “Mas alguém perguntará: “Como é que os mortos são ressuscitados? Que tipo de corpo eles vão ter?” Seu tolo! Quando você semeia uma semente na terra, ela só brota se morrer. E o que foi semeado é apenas uma semente, talvez um grão de trigo ou outra semente qualquer e não o corpo já formado da planta que vai crescer. Deus dá a essa semente o corpo que ele quer e dá a cada semente um corpo próprio… Pois será assim quando os mortos ressuscitarem. Quando o corpo é sepultado, é um corpo mortal; mas, quando for ressuscitado, será imortal. Quando ele é sepultado, é feio e fraco; mas, quando for ressuscitado, será bonito e forte. Quando é sepultado, é um corpo material; mas, quando for ressuscitado, será um corpo espiritual. É claro que, se existe um corpo material, então tem de haver também um corpo espiritual”.

De forma bem didática, o apóstolo usa a figura de uma semente para falar sobre a ressurreição dos mortos. Uma semente, se bem guardada, durará muito tempo, mas será sempre apenas uma semente. Se for jogada na terra, ela deixará de ser apenas uma semente e se tornará uma planta que produzirá muitas outras sementes. Assim o apóstolo nos mostra que a morte física, ou então a nossa transformação, no glorioso Dia da Segunda Vinda de Cristo, é necessária para que possamos desfrutar da gloriosa, plena e eterna vida com Deus e com todos os salvos no céu.

Que ao sepultar o corpo do nosso querido amigo e irmão Jacksonn, nos lembremos destas consoladoras palavras de Deus. Que elas nos façam olhar para o passado, com gratidão por todas as bênçãos que Deus derramou sobre o Jackson e, por meio dele, sobre a Luciana, sobre o Pedro e sobre todos nós; mas que elas também nos façam olhar para frente, com a viva esperança de que o Jackson e todos os mortos serão ressuscitados e estaremos para sempre com o Senhor. Isto é possível porque Jesus Cristo, o Filho de Deus, cumpriu a santa vontade de Deus em nosso lugar, Ele também morreu e ressuscitou para dar a vida eterna para todo aquele que nele crê.

Recebam um fraterno e carinhoso abraço e os sinceros sentimentos da Diretoria Nacional e de toda a IELB.

Deus abençoe a todos!

Pr. Geraldo W. Schüler – Presidente da IELB

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase

Veja também

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase

Livres para servir: o papel da religião na promoção do bem comum

A realização dos ideais religiosos depende da preservação da liberdade religiosa – o direito fundamental de praticar, expressar e manifestar suas crenças sem discriminação ou perseguição. Defender a liberdade religiosa não é apenas uma obrigação legal, mas um imperativo moral que garante o florescimento de diversas comunidades religiosas e promove um ambiente propício ao diálogo e à cooperação

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó