Comunicado de falecimento do Rev. Mário Arno Hesse

A Diretoria Nacional da IELB comunica, com pesar, o falecimento do pastor emérito Mário Arno Hesse, ocorrido nesta segunda-feira, 06 de fevereiro, em sua residência, em Santo Ângelo, RS. Alcançou a idade de 80 anos, 10 meses e 8 dias.

Seu corpo foi velado na Congregação Evangélica Luterana Sião, em Santo Ângelo, onde atuou por 20 anos e atualmente era membro (mesmo aposentado, ainda auxiliava no trabalho pastoral da igreja).

O sepultamento ocorreu na manhã desta terça-feira, 07 de fevereiro, no cemitério Sagrada Família.

Deixa enlutados a esposa Marlisa, os filhos Marcos Luís e Márcia Elisa e demais familiares e amigos. Que Deus, em sua infinita graça e misericórdia, conforte os corações da família e amigos enlutados, com a certeza da vida eterna pela fé no Salvador Jesus Cristo.

“Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham.” (Ap 14.13)

Trajetória

Mário Arno Hesse nasceu em 29/03/1942, em Barros Cassal, RS. Recebeu o Santo Batismo no dia 19/04/1942 e confirmou seu voto batismal no dia 11/12/1955. Formou-se em Teologia pelo Seminário Concórdia de Porto Alegre em 1966. Casou-se com Marlisa Hesse em 14/01/1967, matrimônio que Deus abençoou com 2 filhos: Marcos Luís e Márcia Elisa.

Exerceu o ministério pastoral nas cidades gaúchas de Cruz Alta (1967-1968); Osório (1968-1987); e Santo Ângelo (1988-2007). Em 2007, recebeu o título de pastor emérito da IELB.

Também exerceu funções como Conselheiro dos Distritos Vale do Rio Gravataí (1986-1987) e
Vale do Rio Ijuí (1989 e 1997), Conselheiro da Região Missioneira (1990-1994), integrante do Conselho Administrativo Casa Publicadora Concórdia (1992-1994) e coordenador do FAPI do Distrito Vale do Rio Ijuí (2014-2020).

Mensagem da Diretoria Nacional da IELB:

“Neste dia 06 de fevereiro de 2023, o pastor Mário Arno Hesse recebeu o seu Chamado para o descanso eterno com o Senhor. Ele pôde dizer com o apóstolo Paulo: ‘Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé’ (2Tm 4.7).

Muitas pessoas têm manifestado gratidão à Deus porque, através do pastor Mário, como um instrumento nas mãos de Jesus, ouviram a Palavra do Evangelho, receberam os sacramentos, chegaram à fé e foram nela fortalecidas. A IELB, através de sua Diretoria Nacional, também deseja expressar gratidão a Deus pelo ministério exercido pelo pastor Mário durante 55 anos.

Quão formosos são sobre os montes os pés do que anuncia boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: ‘O seu Deus reina!’ (Is 52.7).

Queremos expressar nossos sinceros sentimentos a todos os amigos e familiares, especialmente para a sra. Marlisa, o filho Marcos e a filha Márcia. Que Deus ajude vocês a enfrentar a dor da despedida e da saudade. Lembramos a firme esperança que temos no Cristo ressuscitado, esperança que está baseada nas infalíveis palavras do Senhor Jesus: ‘Porque eu vivo, vocês também viverão’ (Jo 14.19). Deus consolará vocês com suas maravilhosas promessas de vida e ressurreição!

Recebam o fraterno abraço da Diretoria Nacional e de toda a IELB, na certeza de que seguiremos orando por vocês e aguardando o dia da volta do Senhor, quando sentiremos a alegria do reencontro para sempre.”

Rev. Fernando Ellwanger Garske
Vice-presidente de Educação Cristã da IELB

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

Veja também

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

A subjetividade contemporânea do rolar a tela do celular

O Tik Tok passa a predominar e compor o mundo intrapsíquico do ser humano. E tal composição atinge milhões de pessoas, como uma espécie de hipnose pandêmica.

A dolorosa volta para casa

Após 20 ou mais dias, vítimas da enchente no RS começam a retornar aos seus lares para limpeza e reconstrução