Todo o dia nasce novo em cada amanhecer

Afinal, enquanto há vida, um novo dia nasce em cada amanhecer. É como está escrito no livro de Lamentações 3.22 e 23: “As misericórdias do Senhor não têm fim, renovam-se cada manhã”.

Quais marcas o ano que passou deixou em sua vida?

Quais sonhos você quer realizar no ano que inicia?

Nunca gostei de despedidas e devo ter passado esse sentimento ao meu filho mais velho. Na virada de 2021 para 2022, estávamos aguardando o início do 10, 9, 8… quando percebi que ele e o primo estavam emocionados. Perguntamos o que tinha acontecido, e eles responderam que não queriam que o ano acabasse. Com o clima nostálgico, a contagem regressiva começou, em poucos segundos… adeus ano velho, feliz ano novo! Em meio aos sorrisos, às felicitações e ao choro, mais um ciclo se findou para outro iniciar.

Será que colocamos peso demais no réveillon? Palavra difícil de escrever, que leva acento na primeira sílaba, veio do francês, mas tem um significado bem simples: “despertar”, “acordar”, em referência à nova etapa de vida que se inicia.

Que tal vivermos um réveillon todos os dias de 2024? Não com fogos de artifício, espumante, comilança e promessas mirabolantes. Mas com a lembrança de que a cada dia temos novamente a chance de acordar, de despertar, de analisar as marcas do que se foi, de avaliar nosso presente e de planejar o nosso futuro, dando os passos necessários para alcançar os sonhos a curto, médio e longo prazo. Até mesmo corrigindo a rota, tendo a tranquilidade de abrir mão de alguns planos, sem que isso nos frustre a ponto de querermos desistir.

Afinal, enquanto há vida, um novo dia nasce em cada amanhecer. É como está escrito no livro de Lamentações 3.22 e 23: “As misericórdias do Senhor não têm fim, renovam-se cada manhã”.

Também devemos lembrar o que Mateus 6.34 diz: “não se preocupem com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados.”

Que ao nascer de cada dia, renasça também em nossos corações o amor, a paz, a alegria, a esperança, a fé no Salvador Jesus, que é quem ancora nossos passos, nos mostrando o caminho a seguir.

Que sigamos caminhando, deixando mais marcas positivas do que negativas, e que continuemos sonhando, sem esquecer que diariamente devemos dar um ou mais passos para realizar estes sonhos.

Sabe qual é o meu desejo para 2024?

Este ano quero paz no meu coração.

Quem quiser ter um amigo,

que me dê a mão.

O tempo passa

e com ele caminhamos todos juntos,

sem parar.

Nossos passos, pelo chão

vão ficar.

Marcas do que se foi,

sonhos que vamos ter,

como todo dia nasce

novo em cada amanhecer.

Canção: Marcas do que se foi

Autores: Ruy Mauriti, Tavito, Paulo Sergio Valle

*Assista a esta mensagem, em vídeo, no canal Youtube.com/AlineKoller.

Acesse aqui a versão impressa.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

 “Olá, eu sou a terceira idade”

Quando pensamos sobre a saúde mental de uma pessoa idosa, é importante frisar que ela pode ser afetada por fatores que vão além das condições biológicas; os aspectos sociais, psicológicos e ambientais também são influenciadores

Veja também

 “Olá, eu sou a terceira idade”

Quando pensamos sobre a saúde mental de uma pessoa idosa, é importante frisar que ela pode ser afetada por fatores que vão além das condições biológicas; os aspectos sociais, psicológicos e ambientais também são influenciadores

A carreira da fé e a comunhão

Que grande bênção é o dom da comunhão; o presente da família da fé. Se a família social nos dá o amparo da mãe, do pai, dos irmãos, na congregação cristã (igreja) temos o amparo espiritual. Deus quer cuidar de nós por meio da sua igreja. Deus promete presença especial, onde dois ou três estão reunidos em seu nome.

X Simpósio Internacional de Missão

Programação acontecerá de 26 a 28 de junho, no Seminário Concórdia