Gripe espanhola de 1918 em Lagoa Vermelha, RS

Há 100 anos o mundo vivia a pandemia da gripe espanhola. No Rio Grande do Sul, o município mais afetado foi Lagoa Vermelha, com quase toda a população atingida. Segundo cartas escritas pelo pastor Rodolpho Hasse, Lagoa Vermelha chegou no ápice da pandemia.

Com o auxílio destas cartas, o Prof. Dr. Cláudio Junior Damin, publicou um artigo sobre a presença da gripe espanhola no município. Essa publicação também é um resgate histórico da atuação de um pastor da IELB durante a pandemia. Na época, um jornal Italiano publicou uma opinião que compara a vinda dos luteranos para Lagoa Vermelha como peste (veja aqui).

O Prof. Dr. Cláudio é bacharel em Ciências Sociais, mestre e doutor em Ciência Política pela UFRGS.

Confira o artigo publicado no blog Lagoa Vermelha (acesse aqui).

Artigo anterior
Próximo artigo

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Nossa oração mudou

   ”Deus, abençoe as pessoas pobres e ricas que perderam tudo na enchente. Que elas consigam o que vestir, o que comer e uma casa para morar”

Veja também

Nossa oração mudou

   ”Deus, abençoe as pessoas pobres e ricas que perderam tudo na enchente. Que elas consigam o que vestir, o que comer e uma casa para morar”

ANEL participa de Congresso Nacional de Escolas Luteranas da Argentina

Presidente Marlus Seling, diretor-executivo Nelci Senger e vice-presidente de Ensino da IELB, Joel Muller, representaram o Brasil no evento que reuniu mais de 300 participantes

O surgimento de uma tradição cristã

Participaram das aulas 19 alunos de diversos lugares do Brasil e do continente americano, tais como Canadá, México, Venezuela e Paraguai.