50 anos da Congregação Concórdia de Cacoal, RO

Culto festivo reuniu mais de 500 pessoas no dia 19 de agosto

No dia 19 de agosto, a Congregação Concórdia (CELC) celebrou em culto festivo seus 50 anos de instalação. Participaram desse momento mais de 500 pessoas, dentre elas o prefeito de Cacoal, acompanhado pela esposa. A liturgia do culto foi dirigida pelo pastor local Volmir Forster e por demais pastores de Cacoal, bem como de distritos vizinhos. A mensagem do culto foi dirigida pelo pastor emérito Jorge L. Kopper, que foi pastor desta congregação no passado.

De forma muito especial, a CELC lembrou e homenageou os membros fundadores e lembrou de todos os seus pastores. Foi apresentado em vídeo saudações de alguns desses pastores que não puderam estar presentes, dentre eles presidente da IELB, pastor Geraldo W. Schüler, que foi pastor da CELC por 11 anos. Também destacou-se os pastores oriundos da CELC: Miqueias Eller, que atua em Ji-Paraná, RO, que participou do culto; Marcelo G. Witt, pastor em Barros Cassal, RS, e Marcio Loose, pastor em Curitiba, PR, que enviaram saudações em vídeo.

Histórico

A CELC é precursora do luteranismo em Cacoal. Na década de 1970, muitas famílias migraram para essa região, vindas principalmente do estado do Espírito Santo, dentre elas muitas eram luteranas. Para manter essas pessoas perseverantes na fé, a IELB, no ano de 1972, enviou a partir de Cuiabá, os pastores Evaldo Maron e Egon Eidam para atendê-los, realizando o primeiro culto em Pimenta Bueno e logo, em seguida, chegando à Cacoal.

Dezenas de pessoas se reuniam em culto nas casas dos membros das famílias Witt e Kutz. Em 1973, o Incra demarcou para esses luteranos um terreno na Mata Amazônica, da vila que posteriormente seria a cidade de Cacoal.

De imediato os membros providenciaram o desmatamento da mata virgem, limpando o terreno para poderem construir o primeiro templo da IELB em Cacoal, que foi inaugurado em 1974, sendo instalado o pastor Ervino Skale em 1975, o primeiro pastor de Cacoal.

A partir dessa congregação, que foi a sede da paróquia, o trabalho se estendeu, formando várias outras paróquias. Cacoal conta hoje com 4 paróquias, seis pastores ativos e um pastor emérito, uma casa de apoio (mantida pela CELC) e um pastor na Capelania Hospitalar (mantido pela Paróquia Paz – Distrito Rio Machado)

Curiosidades

  • A IELB iniciou a missão em Cacoal em 1972.
  • O início do povoamento de Cacoal se dá a partir de 1960. Cacoal se tornou município em 1977 e hoje tem a 5ª maior população do estado.
  • Rondônia se tornou estado em 1981 (Único estado brasileiro a homenagear uma pessoa em seu nome).
  • Com exceção de municípios da região Sul e o estado do Espírito Santo, Cacoal é o município com maior número de luteranos do país, cerca de 2.500 membros, segundo dados estatísticos da IELB.
  • Para a construção do atual templo da CELC, no final da década de 1970, foram retiradas manualmente pelos membros as pedras para a fundação, que posteriormente foram quebradas à marretadas no pátio da congregação, juntando cerca de 100 m³ de britas que, repentinamente, sem aviso, foram apropriadas pelo 5° BEC (Exército) para sanar problemas de trafegabilidade da BR-364. Posteriormente, o Exército indenizou a CELC com valor que foi possível comprar os primeiros 150 sacos de cimento para a construção.

Wolney Brunow Vervloet

Comissão organizadora do culto alusivo aos 50 anos da CELC

Comentários

  1. Muito gratificante ver a comunidade em Cristo comemorando lutas vitória em nome da palavra de Deus.agora como pastor voumir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

Veja também

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó

A subjetividade contemporânea do rolar a tela do celular

O Tik Tok passa a predominar e compor o mundo intrapsíquico do ser humano. E tal composição atinge milhões de pessoas, como uma espécie de hipnose pandêmica.

A dolorosa volta para casa

Após 20 ou mais dias, vítimas da enchente no RS começam a retornar aos seus lares para limpeza e reconstrução