Remodelação do templo em Marechal Cândido Rondon, PR

Projeto prevê diversas adequações na Congregação Cristo

A cada dois anos, a Congregação Cristo, de Marechal Cândido Rondon, PR, elege uma nova diretoria para administrar o seu patrimônio e auxiliar nas atividades dos programas e departamentos.

Porém, os objetivos de uma diretoria vão além das atividades citadas. Sua função é representar a Congregação judicial e extrajudicialmente; cumprir e fazer cumprir o estatuto e regimentos internos; convocar e presidir reuniões da diretoria e da assembleia geral de membros.

No dia 17 de fevereiro, em assembleia geral ordinária, foi eleita a diretoria para o biênio 2024/2025, sendo instalada durante o culto do dia 16 de março, tendo a seguinte composição: Davi Wulff (presidente),Legario Gilberto Von Muhlen (vice-presidente), Lori Spitzer Speck (2ª vice-presidente), Agnis Lüdke (secretária), Leonilda Becker (vice-secretária), Andressa Juliana Pahl (2ª Vice-secretária), Dimair Marçal de Araujo (tesoureiro), Haidi Gund (vice-tesoureira), Cesar Emerson da Silva (2º vice-tesoureiro), Conselho Fiscal: Aldo Schulke, Claudio Glitz, Eldir Vorpagel e Milton Maron (suplente), Diretor de Patrimônio: Ermínio Thomas e Diretor de Eventos: Vilson Rudy Glitz.

Estabelecidas as diretrizes das atividades para o cumprimento de suas funções, conforme acima descritas, esta diretoria estabeleceu projetos de remodelação do templo visando a segurança e o bem-estar da comunidade. Entre as primeiras medidas, está a adequação do templo com acessibilidade arquitetônica apropriada, prevista na Lei Brasileira de Inclusão (LBI), além de decretos federais e outras normas oficiais.

Com a acessibilidade garantida, será iniciada a remodelação interna do templo, observando-se as normas técnicas de segurança na parte física. Serão também instalados equipamentos de som para melhoria de qualidade sonora.

Em cumprimento às exigências técnicas dos bombeiros para prevenção de incêndio, serão instalados três hidrantes e um reservatório de água com a capacidade de 20 mil litros que serão captados da chuva. Para oferecer maior segurança, este reservatório será subterrâneo devido ao seu tamanho e volume de água.

Todas as obras a serem realizadas foram projetadas por engenheiros e arquitetos, que acompanharão o seu desenvolvimento.

O cumprimento destes projetos exigirá uma soma de esforços tanto da diretoria quanto da congregação, porém, sem deixar de lado as atividades diretamente ligadas ao crescimento espiritual, a adoração a Deus e a missão da evangelização, sendo este o objetivo maior. Assim, já consta no planejamento desta diretoria a realização de visitas a membros afastados, com objetivo de integrá-los novamente na congregação, incentivando-os a participarem dos cultos, dos grupos de estudos bíblicos e reuniões dos departamentos. Participar da diretoria de uma igreja é assumir um compromisso com a edificação do Reino de Deus, é colocar seus dons a serviço da congregação e sentir-se grato pela oportunidade de trabalhar unidos pela fé.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase

Veja também

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase

Livres para servir: o papel da religião na promoção do bem comum

A realização dos ideais religiosos depende da preservação da liberdade religiosa – o direito fundamental de praticar, expressar e manifestar suas crenças sem discriminação ou perseguição. Defender a liberdade religiosa não é apenas uma obrigação legal, mas um imperativo moral que garante o florescimento de diversas comunidades religiosas e promove um ambiente propício ao diálogo e à cooperação

A parábola do semeador

A cultura digital afasta-nos da terra. Por mais evoluídos que sejamos, não podemos perder contato com a terra, a terra somos nós mesmos, pó é nossa origem e nosso destino. O período de uma vida transcorre de pó a pó