Pais e sua função na aprendizagem das crianças

Ser pai e mãe é uma maravilha! Relembre que momento lindo quando nasce uma criança. Crianças são bênçãos de Deus e responsabilidade dos pais. Deus diz: filhos são herança do Senhor. Crianças nascem e precisam ser cuidadas; elas precisam dos adultos para sobreviver. Tudo o que os cuidadores fazem reflete na mente das crianças. Elas são influenciadas positiva ou negativamente.

As ações que os adultos realizam com as crianças ajudam a desenvolver a personalidade e as habilidades delas. Portanto, os cuidadores comprometidos com as crianças devem prestar muita atenção e ter valores cristãos e pedagógicos que as auxiliem para que possam ter crianças felizes.

O desenvolvimento das crianças, segundo os teóricos Piaget, Vygotsky e Wallon, está ligado a ações de maneira muito especial. Piaget diz que é importante brincar e incentivar as crianças. Para ele, todos os movimentos são tratados como jogos. Os primeiros são chamados de jogos do exercício, e são todos os movimentos que as crianças realizam. Mexer as pernas, bater palmas, andar, correr, pular. Essas atividades iniciam na infância e continuam toda a vida. Depois ele classifica os jogos como sendo os simbólicos, quando a criança começa a usar os símbolos, criando imagens na mente. A seguir vêm os jogos de regras, quando as crianças começam a entender e a inventar as regras – Isto pode e isto não pode, tem que ser assim.

Vygotsky trabalha com a percepção de que todas as crianças realizam as coisas a partir do incentivo e da ajuda de um adulto. Para esse estudioso, a brincadeira se configura como uma situação privilegiada de aprendizagem infantil. Ele enfoca de maneira bem especial o papel da imitação na brincadeira, na medida em que a criança faz o que viu o outro fazer, mesmo sem ter clareza do que significa esta ação. Diante deste conceito, a responsabilidade dos pais para que os filhos imitem ações positivas é fundamental.

Wallon preocupou-se com o funcionamento e o desenvolvimento neurológico das crianças. Segundo ele, a construção da personalidade é um processo progressivo, através do qual se realiza a integração da afetividade e da inteligência. Salienta que é importante a criança ter oportunidade de brincar, pois é através do corpo que ela estabelece a primeira comunicação com o meio social em que vive.

Pais, professores e outros cuidadores: é importante que vocês brinquem com as crianças. Hoje, em um mundo conturbado e cheio de ocupações, onde se corre em busca de sucesso ou até de sobrevivência, é bom que paremos para refletir o que realmente é importante realizar. Uma das ações importantes na vida é brincar com as crianças.

Wallon diz que toda a atividade da criança é lúdica. Então é bom estar atento às ações das crianças. Acompanhar o desenvolvimento delas e introduzir brincadeiras e jogos.

As crianças aprendem a usar sua imaginação no jogo, e isso ajuda a desenvolver a criatividade. Quando a criança gosta da brincadeira, procura o prazer repetindo-a. Introduzir brincadeiras com música, além de desafiar a criança a aprender a letra, vai fazer com que ela movimente o corpo, desenvolvendo sua coordenação motora, o que favorece a aquisição de ações intelectuais. A música melhora o desempenho e o rendimento dos alunos, reduz a agressividade, melhora o relacionamento interpessoal e confere-lhes melhor comportamento e disciplina.

Os pais e professores, em vez de apenas conversar sobre conceitos, podem adotar o ensino através de jogos e brincadeiras. Lembro novamente; BRINCAR é importante para as relações e para a aprendizagem.

Você, que está lendo este texto, pode se perguntar: mas o que tem a ver um texto assim nesta revista? Achei importante refletir sobre este tema para ajudar na educação das crianças, trazendo uma visão mais ampliada sobre o que elas necessitam e como melhor aprendem. Elas também precisam aprender sobre aquele que as criou.

Como os pais podem fazer para ajudar as crianças a entenderem a vontade de Deus para a vida delas? Ao se sentirem seguras com os pais e com quem cuida delas, elas vão acreditar nos ensinamentos que lhes serão repassados. Pode-se ensinar quando se brinca com as crianças, e com essa ação se estabelece um elo de confiança, de colaboração, de respeito e de amor.

Amar as crianças é uma ação positiva na vida delas. Amar as crianças é dar-lhes atenção, é brincar com elas, é ensinar através das brincadeiras. Amar as crianças é falar-lhes do amor, e, principalmente, do amor de Deus por elas.

Pais e professores, usem recursos como fantoches, teatros (colocar uma roupa típica para contar a história bíblica), versículos musicados, músicas, CDs, DVDs e ao que tiverem acesso para brincar com as crianças, mas sobretudo para ensiná-las sobre o amor de Deus.

Lembrem o que diz Provérbios 22.6: “Eduque a criança no caminho em que deve andar; e até o fim da vida não se desviará dele”.

É preciso educar com amor. Educar para o amor. Educar para enfrentar a vida. Pois: “Como um pai trata com bondade os seus filhos, assim o Senhor é bondoso para aqueles que o temem. A sua bondade permanece, passando de pais a filhos”. Salmo 103.13,18.

Estejam atentos às ações de seus filhos. Estejam atentos ao aprendizado deles e lembrem-se de que Deus está do nosso lado. Deus está presente e cuida de cada um de seus filhos. “O SENHOR é bondoso com todos e cuida com carinho de todas as suas criaturas”; “O SENHOR Deus sempre cumpre o que promete: ele é fiel em tudo o que faz”. Salmo 145.9,13.

Célia Marize Bundchen

Mestre em Educação e Psicopedagoga

Balneário Camboriú, SC

Bibliografia:

BIBLIA SAGRADA. São Paulo. Sociedade Bíblica do Brasil: 2009.

PIAGET, J. A formação do símbolo na criança. São Paulo: Zahar, 1975.

WALLON, Henri. A Evolução Psicológica da Criança. Lisboa: edição 70, 1981.

VYGOTSKY, L.S. Pensamento e linguagem. Lisboa: Edições Antídoto, 1979.

*Texto publicado na edição do Mensageiro Luterano de agosto de 2014.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Veja também

Deus nos livre de nós mesmos

Um coração adoentado desta forma jamais conseguiria restaurar, por si só, a salvação jogada fora lá no Éden. Por isso, o perdão e a restauração deste coração corrompido estão unicamente em Jesus

Missão Feliz, RS, completa 8 anos

A missão iniciou em 2016, com seis pessoas e hoje, já são 29 pessoas ativas e alguns visitantes

Setenta anos, a Igreja em missão em Baixo Guandu, ES

Congregação Da Paz celebrou culto festivo no dia 14 de abril