Contando os dias para o Natal

Os enfeites, as músicas natalinas, o clima de festa vão pairando no ar. Principalmente as crianças ficam na maior expectativa querendo saber quando o Natal vai chegar. A palavra Advento é de origem latina e significa chegada, vinda. É o tempo de preparo para a comemoração do nascimento de Jesus Cristo. Marca também o início do ano da igreja.

Os enfeites, as músicas natalinas, o clima de festa vão pairando no ar. Principalmente as crianças ficam na maior expectativa querendo saber quando o Natal vai chegar. A palavra Advento é de origem latina e significa chegada, vinda. É o tempo de preparo para a comemoração do nascimento de Jesus Cristo. Marca também o início do ano da igreja.

Entre as lembranças que tenho desta época linda do Natal, a Coroa de Advento está bem acesa na memória. Como gostávamos quando chegava uma nova semana e, com ela, o momento de acender mais uma vela, representando a proximidade do aniversário de Jesus, luz do mundo.

Mas só com 24 anos de idade, eu conheci a minha forma preferida de esperar o tempo santo de Natal. Morei na Alemanha, em 2007, e os alemães são conhecidos por planejarem seus compromissos com antecipação, por isso, é comum encontrar diversos tipos de calendários nas lojas da Alemanha. E quando chegou essa época, calendários de Advento começaram a aparecer em todos os lugares. São feitos especialmente para contar de maneira divertida os dias que antecedem o Natal. O Adventskalender possui janelinhas numeradas de 1 a 24, e em cada uma há uma surpresa. Eles podem ser de madeira, tecido ou papelão, ter diversos formatos e tamanhos, ser confeccionados em casa ou comprados.

O Calendário de Advento serve para que as crianças vivam aos poucos a expectativa do Natal e aprendam que tudo tem seu tempo certo, controlando a ansiedade de querer abrir todas as janelinhas ou caixinhas de uma só vez. Também ajuda a amenizar a vontade de receber o presente antes do dia.

Sua origem não é definida, mas os primeiros exemplos de calendários de Advento surgiram nas famílias luteranas da Alemanha do século 19. O costume era fazer 24 riscos com giz na parede e ir apagando um a cada dia. Também eram feitos quadros com 24 mensagens bíblicas, para ler e refletir diariamente sobre uma delas. No início do século 20, começaram a ser impressos. Na década de 1950, surgiram os calendários com gavetas e chocolates. E depois, além dos doces, passaram a ter pequenos presentes.

Essa forma de esperar o Natal também serve para os adultos. Há calendários feitos especialmente para os crescidos, seja com chocolates ou mesmo pequenos frascos de cremes, perfumes. E até alguns prédios se transformam em gigantes calendários nessa época. Existem cartões com pequenas janelinhas numeradas e calendários online, que só mostram a surpresa virtual se o usuário clicar a janela no dia correto.

Fiquei encantada à primeira vista, e, desde então, virou tradição para mim. Depois de casada, já aqui no Brasil, saía em busca de lojas de produtos importados na esperança de encontrar os calendários na época do Natal. A ideia tem se espalhado por aqui também, para a minha alegria, e tenho como missão ajudar a divulgá-la em minhas redes sociais.

Ah, se eu tivesse conhecido o Calendário de Advento na minha infância, a contagem dos dias para o aniversário de Jesus teria sido ainda mais marcante. Meus meninos vivem essa espera especial desde que nasceram. Já fomos presenteados pela minha família com tantos modelos maravilhosos! De forma mais requintada ou singela, o essencial é preparar o coração para celebrar a vinda do Salvador do mundo, louvando a Deus junto com a multidão de anjos:

“Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem” (Lc 2.14).

*Assista a esta mensagem, em vídeo, no canal Youtube.com/AlineKoller.

Acesse aqui a versão impressa.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

 “Olá, eu sou a terceira idade”

Quando pensamos sobre a saúde mental de uma pessoa idosa, é importante frisar que ela pode ser afetada por fatores que vão além das condições biológicas; os aspectos sociais, psicológicos e ambientais também são influenciadores

Veja também

 “Olá, eu sou a terceira idade”

Quando pensamos sobre a saúde mental de uma pessoa idosa, é importante frisar que ela pode ser afetada por fatores que vão além das condições biológicas; os aspectos sociais, psicológicos e ambientais também são influenciadores

A carreira da fé e a comunhão

Que grande bênção é o dom da comunhão; o presente da família da fé. Se a família social nos dá o amparo da mãe, do pai, dos irmãos, na congregação cristã (igreja) temos o amparo espiritual. Deus quer cuidar de nós por meio da sua igreja. Deus promete presença especial, onde dois ou três estão reunidos em seu nome.

X Simpósio Internacional de Missão

Programação acontecerá de 26 a 28 de junho, no Seminário Concórdia