Você atingiu a métrica limite de leitura de artigos

Já sou assinante!

Ensino confirmatório

Pais comprometidos com a formação espiritual dos seus filhos

Pastor Emerson Zielke
Erechim, RS
Comissão Nacional de Instrução aos Confirmandos

Lembro de um episódio em que um pai, ao trazer sua filha para o primeiro dia da instrução de confirmandos, disse à adolescente: – Agora chegou a sua vez de decorar o catecismo! Pois esta tinha sido a experiência vivida pelo pai no seu tempo de catecismo. Então perguntei àquele pai sobre o que mais ele lembrava do seu tempo de doutrina, e a resposta foi sobre o medo ou vergonha de não saber responder às perguntas feitas pelo pastor no dia da prova oral, tendo a família e a congregação como testemunhas.

Felizmente, conseguimos mostrar, durante o processo do Ensino Confirmatório e em reunião com os pais e confirmandos, que a instrução de confirmandos é um momento especial para aprendermos com mais profundidade sobre o amor de Deus e sobre os ensinos que ele nos revelou na sua Palavra, a Bíblia. E que o dia da confirmação é um dos momentos mais lindos para um jovem testemunhar sua fé batismal no Salvador Jesus, que por nós deu a sua vida na cruz para nos resgatar da perdição eterna, conduzindo-nos à vida eterna nos céus.

O desafio da igreja, com o engajamento da família, diante de um mundo cheio de avanços tecnológicos e mudanças que afrontam ou distorcem os valores e princípios cristãos, é oportunizar ao jovem adolescente, durante o período de sua instrução bíblica, uma das mais belas e significativas experiências com Deus.

Pais podem viver essa experiência junto com seus filhos adolescentes quando compreenderem que Deus lhes confiou, em primeiro lugar, a mais sublime responsabilidade, a de conduzirem seus filhos à salvação em Jesus. É nesse sentido que Deus diz aos pais em sua Palavra: “Guarde sempre no coração as palavras que hoje eu lhe dou. Repita-as com frequência a seus filhos. Converse a respeito delas quando estiver em casa e quando estiver caminhando, quando se deitar e quando se levantar” (Dt 6.6-8 NVT).

Observem que, antes de falar sobre Deus aos filhos, os pais precisam primeiro estar convictos de quem é Deus e se relacionar com ele verdadeiramente por meio de uma fé sincera.

Nesse sentido, pais podem se tornar grandes incentivadores e apoiadores dos seus filhos antes, durante e posteriormente ao Ensino Confirmatório, sendo exemplos de uma vida cristã para eles, orando e lendo a Bíblia com eles, participando com eles dos cultos e das atividades da igreja, ofertando e ensinando a seus filhos sobre a alegria e a gratidão de viver uma vida com Jesus neste mundo e na eternidade.

Daí a importância de criar com nossos filhos e família uma rotina de oração e conversa com Deus dentro do lar, usando devocionários como o Castelo Forte e/ou Cinco Minutos com Jesus, e de participar semanalmente dos cultos. Torne essa prática a prioridade maior de sua família, pois o resultado e as bênção são incalculáveis.

E algo que não pode faltar é o amor, pois com amor também se educa, afinal de contas, “Deus é amor”(1Jo 4.8). Se desejamos desenvolver indivíduos com compaixão, precisamos ser o exemplo concreto disso dentro da relação com nossos filhos. Por isso, aja sempre com muita paciência e amor.

Deus conceda a todos, pais e confirmandos, seu Santo Espírito, “o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor” (Is 11.2).

Acesse aqui a versão impressa.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias Relacionadas

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Veja também

Novos membros são recebidos em Nova Petrópolis, RS

Culto da Santíssima Trindade teve batismo e recepção de novos membros na Congregação São Marcos

Enchente no RS provoca mudanças no Simpósio de Missão

Programação do Seminário Concórdia será reduzida e online. Inscrições podem ser feitas até o dia 21 de junho

Saúde mental em meio a desastres e catástrofes

A busca por autoconhecimento é sempre fundamental, ter ciência das suas habilidades, quando e onde tem condições físicas e emocionais para atuar é fundamental. Confira algumas dicas de como lidar com as emoções em cada fase